#Vídeo: ‘Adotei cachorro e cresceu dinossauro’, afirma dona de Chico, o vira-lata que destruiu quarto

Postado em jul 19 2019 - 4:34pm por Jornal da Chapada

O vídeo da dona, Patrícia Rodrigues Barros, de 48 anos, viralizou nas redes sociais com milhares de visualizações | FOTO: Montagem do JC/Divulgação |

Um vira-lata de oito meses ganhou a web nesta quinta-feira (18) ao transformar o quarto da dona em um cenário de guerra. A família de Bauru (SP) adotou o Chico ainda filhote para fazer companhia ao Luke, o outro cachorrinho da casa. O vídeo da dona, Patrícia Rodrigues Barros, de 48 anos, viralizou nas redes sociais com milhares de visualizações. Ao site G1, ela conta que os dois animais ficam no quintal de dia e dormem do lado de dentro à noite.

No dia da destruição, a gerente de uma empresa de telefonia conta que foi ao cinema e duas horas depois voltou para casa e encontrou o Chico deitado no colchão e com a roupa de cama rasgada. O outro cachorro, o Luke, não aparece no vídeo, mas estava embaixo da cama. Fiquei chocada, quase enfartei. Fiz o vídeo, coloquei toda a espuma para conseguir dormir e no outro dia comprei um protetor de colchão”, diz.

Apesar de ter falado que iria se livrar dele, a dona afirma que foi apenas uma brincadeira e que está acostumada a ter a casa revirada pelo “meliante”. “Estou tipo marido que não quer encarar a mulher e fica no bar e não quer ir para a casa. Neste caso eu sou o marido e o Chico é a mulher. Adotei cachorro e cresceu dinossauro”, brinca.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O vira-lata, segundo a dona, tem no currículo quatro “caminhas” de cachorro, todas as almofadas da sala, roupas penduradas no varal, vasos de planta e o quarto acabados. No entanto, o único objeto que ele ignorou foi uma casinha de papelão. “A gente quer agradar, mas parece que não gosta. O mais simples e mais fácil de destruir foi o que gostou.”

O cachorro entrou para a família depois de ser adotado em uma feira, em Bauru. Na ocasião, ele seria uma nova companhia para o Luke, que tem 7 anos. Essa ao menos era a ideia da filha mais velha, de 25 anos, da Patrícia. “Tinha uns trinta cachorros que pareciam loucos. Acredite, ele era o único, no cantinho, com carinha de dó. Eu mal sabia que estava se passando de vítima. Pegamos um cão e virou um furacão, mas carinhoso”, diz.

Mesmo depois de viralizar, a dupla será mantida na casa com a família. A dona chegou a publicar nas redes sociais que não iria deixá-lo ou abandoná-lo com a grande repercussão do vídeo. “Vai ficar dentro de casa, tenho dó. A gente fala que vai devolver, mas é só brincadeira”. As informações são do G1.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.