Pular para a barra de ferramentas
CidadesCulturaCuriosidadesMenu Principal
Trending

Chapada: Garça-real é fotografada por morador de Itaberaba; ave vive solitária e se destaca por plumagem incomum

A garça-real é uma ave pelecaniforme da família Ardeidae, e cientificamente registrada de Pilherodius pileatus.

Com característica de viver solitária e por sua plumagem colorida e incomum na natureza, uma garça-real foi fotografada por morador do município de Itaberaba, na Chapada Diamantina, na última semana. Iranildo Lima teve a feliz oportunidade de encontrar na cidade chapadeira, a ave justamente sozinha e com sua plumagem que chama a atenção de qualquer fotógrafo que atua em aventuras para capturar belas imagens. A garça-real é uma ave pelecaniforme da família Ardeidae, e cientificamente registrada de Pilherodius pileatus.

Em breve pesquisa, o Jornal da Chapada encontrou que a ave é encontrada em quase todas as regiões brasileiras, exceto no Nordeste e Rio Grande do Sul. Então, a imagem se torna ainda mais rara, já que a aparição desta ave não é registrada na região chapadeira. No exterior, é encontrada desde o Panamá à Colômbia, Bolívia e Paraguai.

Matéria do site G1 aponta que a ave é conhecida também como ‘garça-morena’, ‘garcinha’ e ‘garça-de-cabeça-preta’ “e se destaca pelo jeito como voa, batendo as asas aceleradamente e com pequena amplitude, o que a distingue de longe no céu”. Sua plumagem incomum tem no corpo a coloração dominante, o branco-amarelado, com pescoço e peito em tons creme. “O registro foi no último domingo (27) em uma região conhecida como ‘Roça Velha’, às margens do Rio Piranha”, informa Iranildo ao enviar imagens ao Jornal da Chapada.

Mais dados sobre o animal
A garça-real tem na cabeça uma espécie de capuz preto, contrastando com a face e o bico azuis. Tudo nela remete a uma certa elegância, o que não e incomum nas aves. Até quando sai da água, por exemplo, seca-se ao sol, imponente, abrindo as asas de forma magistral. Quando adulta, a ‘garcinha’ ganha na nuca duas a três penas diferenciadas, compridas e finas, que pendem até o dorso.

Ela tem em média de 55 centímetros de comprimento, vive solitária ou em grupos pequenos, de dois a três indivíduos. Para dormir ela prefere ficar sozinha. No geral, a garça-real dorme sobre árvores ressequidas e por essas e outras características, é menos frequente que as outras garças.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios