Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal
Trending

#Brasil: Brechó de roupa infantil estimula consumo sustentável em Goiânia

Tendência global de reaproveitamento chega até às crianças como uma alternativa econômica de troca de guarda-roupas para mães com filhos de até 5 anos.

O consumo sustentável tem ganhado espaço no segmento da moda. A iniciativa global busca, entre outras coisas, reaproveitar peças para que uma vida útil maior seja dada á matéria-prima utilizada. Com este conceito em mente, Laura Teixeira, administradora pós graduada em finanças e gestão de pessoas, abriu a Quero Body Baby, uma loja de roupas infantis focada em consumo sustentável.

Na loja, localizada no Estação da Moda Shopping, em Goiânia (GO) as mães podem vender, comprar e trocar as roupas de bebês. De acordo com Laura todos os tipos de peças, para crianças com idade até 5 anos, são comercializadas. “Quando a cliente nos traz uma peça do filho para vender exigimos que esteja higienizada e em bom estado. Não recebemos peças manchadas, encardidas ou rasgadas”, disse a empreendedora.

Ela conta que além de fazer o intercâmbio de peças entre as clientes que visitam a loja, elas fazem venda para todo o Brasil, por meio de whatsapp e instagram, e compra online em brechós de todo o mundo. “Estamos sempre buscando diversificar o nosso estoque e oferecer novos produtos. Esse intercâmbio com brechós de outros países traz novidades e fortalece esse novo conceito de consumo”, explicou.

A publicitária Danila Freire Santos Marques, 35, é uma cliente assídua. Mãe de Benício, 3, e Giovanna, 2, ela revela que compra com regularidade e que também leva roupas dos filhos para fazer troca e venda. “Descobri logo que a loja abriu. É uma excelente alternativa para amenizar o investimento com roupas, que se perdem muito rápido. São roupas em bom estado e que tem bastante qualidade. Já comprei renomadas marcas, por preços super acessíveis”, finaliza. A publicitária Laura de Paula, 32 anos, mãe de Liz, 2 anos, é cliente da loja há um ano e meio e diz que a iniciativa vai ao encontro de seus valores.

“Quando minha filha chegou eu passei a repensar meus valores e a ver o mundo com um novo olhar. Foi aí que aderi ao consumo consciente. Hoje na minha casa isso é lei. Quero um mundo mais sustentável para minha filha e esse tipo de ação faz diferença”, explica. Além disso, Laura conta que a iniciativa leva à redução de custos com as crianças. “Tudo que está ligado a crianças é bastante caro. No brechó, dá pra comprar coisas boas por valores super acessíveis”, finalizou. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios