CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo
Trending

#Brasil: Manaus abre trincheiras para enterrar pacientes que morreram por complicações causadas por coronavírus

Em novo boletim divulgado na última terça, Manaus já registrava 163 mortes por causa da doença.

A prefeitura de Manaus, no estado da Amazonas, informou que está fazendo valas comuns, chamadas de trincheiras, para enterrar vítimas da Covid-19 no cemitério público Nossa Senhora Aparecida, no bairro Tarumã. Em novo boletim divulgado na última terça-feira (21), Manaus já registrava 163 mortes por causa da doença.

O aumento rápido de mortes por Covid-19 no estado fez com que muitas covas fossem abertas no mesmo cemitério. Por meio de nota, a Prefeitura de Manaus informou que, desde março, houve um acréscimo de aproximadamente 50% na demanda e que a Secretaria Municipal de Limpeza Urbana da capital (Semulsp) adotou o sistema de trincheiras para realizar o enterro das vítimas de coronavírus.

“A metodologia, já utilizada em outros países, preserva a identidade dos corpos e os laços familiares, com o distanciamento entre os caixões e com a identificação das sepulturas. A medida foi necessária para atender a demanda de sepultamentos na capital”, disse a nota.

Contêineres frigoríficos também foram instalados no cemitério e em unidades hospitalares para caixões que aguardam sepultamento. O objetivo é dar mais agilidade ao serviço SOS Funeral, que é o único disponível gratuitamente para população que vive em vulnerabilidade social. Jornal da Chapada com informações do G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios