CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal
Trending

Pesquisa aponta que Salvador permanece fora da lista das capitais próximas de colapso no sistema de saúde

O levantamento não contabiliza, no entanto, recentes iniciativas dos governos dos estados e federal para ampliar a oferta de leitos e equipamentos, além da contratação de novos profissionais de saúde.

Salvador é a 15ª capital na lista que mensura quais cidades estão mais próximas do colapso do sistema de saúde e está fora da zona de alerta. Manaus, Macapá, São Paulo, Fortaleza e Palmas, são as cinco capitais brasileiras estão próximas desse quadro alarmante por já estarem utilizando grande parte da estrutura hospitalar pública e privada em meio à pandemia da Covid-19, de acordo com um índice desenvolvido por pesquisadores de quatro universidades.

O índice considera a quantidade de leitos clínicos, respiradores e de médicos à disposição para atendimento aos pacientes em fevereiro, de acordo com informações do DataSUS, além do número de casos confirmados e óbitos até 20 de abril por Covid-19, registrado pelas secretarias de saúde e coletados pelo Brasil.IO.

O cálculo foi feito por pesquisadores da Escola de Engenharia da Universidade de São Paulo (EESC/USP), Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Universidade Estadual Paulista (Unesp-Bauru) e Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Quanto mais próximo a capital estiver do número 1 maior será a probabilidade do seu limite ou do colapso na saúde | FOTO: Divulgação |

Quanto mais próximo a capital estiver do número 1 maior será a probabilidade do seu limite ou do colapso na saúde. O levantamento não contabiliza, no entanto, recentes iniciativas dos governos dos estados e federal para ampliar a oferta de leitos e equipamentos, além da contratação de novos profissionais de saúde. 

Na capital baiana já foram identificados até a noite deste sábado (25) mais de 1.300 casos confirmados do novo coronavírus. De acordo com o prefeito ACM Neto, a cidade já tinha quase 1.300 leitos de UTI, calculando as vagas nas redes pública e privada, antes da pandemia.

“Estamos trabalhando em conjunto com o governo do estado e também com a rede filantrópica e até privada para ampliar ainda mais isso. A meta é que possamos disponibilizar 700 novos leitos”, disse o prefeito durante coletiva de imprensa no início desta semana. Com informações do site BNews

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios