Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal
Trending

#Salvador: Suíca quer saber critérios para definir bairros onde pacientes com covid moram e ataca racismo institucional

O vereador petista diz que tem respeito e admiração pela atuação que ambos os gestores estão fazendo, Rui Costa (governador, PT) e ACM Neto (prefeito, DEM), para conter o avanço da covid-19, “mas que é preciso estabelecer e transparecer os critérios".

Preocupado com o racismo institucional e com os critérios estabelecidos pelos governos estadual e municipal para definir restrições e de como os pacientes são enquadrados nos índices por bairros em Salvador, o vereador Luiz Carlos Suíca (PT) formalizou solicitação de informações às autoridades nesta segunda-feira (10). Suíca aponta que as comunidades de Pernambués e Nordeste de Amaralina, por exemplo, descrevem as dificuldades em obterem informações sobre os critérios utilizados pela prefeitura e pelo governo estadual para definição do bairro onde o paciente infectado reside, em especial os casos identificados por telefone.

“Vejo com desconfiança tais medidas restritivas serem adotadas com maior frequência em bairros de Salvador onde a maioria dos seus moradores são negros e negras. Sabemos que vivemos sobre a égide do racismo institucional e das formas veladas de discriminação. Por isso, quero saber quais os critérios utilizados para definir qual bairro reside o paciente contaminado pelo coronavírus, para que não paire a desconfiança de que se trata de racismo institucional”, salienta Suíca.

O vereador petista diz que tem respeito e admiração pela atuação que ambos os gestores estão fazendo, Rui Costa (governador, PT) e ACM Neto (prefeito, DEM), para conter o avanço da covid-19, “mas que é preciso estabelecer e transparecer os critérios. Pernambués estourou de casos no final de julho e início de agosto, mas vejo a preocupação da população com os cuidados”. Suíca aponta que é favorável às medidas de restrição adotadas pelo prefeito em determinados bairros da cidade.

“Me causa estranheza e preocupação, no entanto, que bairros como Pernambués e Nordeste de Amaralina vêm sendo apontados como recordistas do número de pessoas infectadas. Mesmo com essas localidades aplicando um rigoroso esforço em conscientizar os moradores sobre os riscos da doença”. Suíca completa que as comunidades realizam campanhas sobre desinfecção, distribuição de máscaras e produtos de limpeza, dentre outras ações preventivas. “Motivos que me levam a acreditar que tem havido uma importante mobilização da população no combate ao avanço da doença”, finaliza o edil. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios