Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEconomiaMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Reabertura do turismo reaquece a economia em Lençóis; turistas e comerciantes cumprem protocolos

Com a chegada do feriadão de 12 de outubro, o município chapadeiro registrou a entrada de cerca de 400 turistas.

São 15 dias de reabertura do turismo no município de Lençóis, na Chapada Diamantina, e os desafios para enfrentar a pandemia do novo coronavírus continuam em diferentes setores da sociedade local. No último fim de semana, por exemplo, com o feriado prolongado, mais um importante desafio dessa nova fase foi superado. Conforme informações divulgadas pela assessoria de comunicação da prefeitura, a atenção para evitar aglomerações seguiu o planejado.

“Podemos perceber que nossas medidas de segurança atraíram um público mais consciente. Também aumentou o tempo médio de permanência do turista na primeira quinzena de outubro. No feriado de 12 de outubro, a permanência em média de três diárias passou para cinco em muitas hospedagens”, comenta a secretária de Turismo e Cultura de Lençóis, Roberta Ferraz.

Outras medidas de segurança, que incluem vistoria sanitária em todos serviços turísticos autorizados a funcionar, a exigência de teste para covid-19 e a reserva antecipada para o turista foram aplicadas na cidade turística. Lençóis “optou por uma reabertura lenta e gradual e o que era considerado polêmico no início começa a se mostrar como uma ótima opção de turismo consciente e responsável em tempos de pandemia”.

Reabertura do turismo e movimentação da economia
O município chapadeiro reabriu suas portas para o turismo de forma tímida no último dia 1º de outubro com 70 visitantes nos quatro primeiros dias, de acordo com os dados divulgados pela prefeitura. Com a chegada do feriadão de 12 de outubro, Lençóis registrou a entrada de cerca de 400 turistas. “Conhecida por atrair visitantes do mundo inteiro, Lençóis costumava registrar durante feriados prolongados mais de 90% de ocupação hoteleira em seus mais de 4 mil leitos de hospedagem”, aponta texto divulgado em redes pela prefeitura.

Ainda de acordo com as informações, “o medo era que com a reabertura, houvesse uma volta desordenada da atividade aumentando exponencialmente os riscos de contaminação pelo novo coronavírus”. Mas, segundo a Secretaria Municipal de Turismo (Sectur), “com a reabertura houve uma mudança no perfil de viagem com turistas permanecendo mais tempo na cidade”. Os dados apontam que os visitantes do feriado começaram a chegar no dia 5 de outubro e alguns com planejamento de permanecer até o dia 16 do mesmo mês.

Durante a reabertura de Lençóis para o turismo, foram contabilizados pouco mais de 100 leitos em casas de temporada disponíveis e quase 550 leitos em hospedagens como hotel, pousadas e hostels. Isso, considerando que os meios de hospedagem liberados para funcionar pela prefeitura estão com reservas autorizadas para apenas 50% da capacidade. “Desse total, pouco mais de 58% dos leitos foram ocupados e houve também alguns visitantes que optaram por ficar em casa de parentes e amigos chegando a cerca de 400 pessoas. Uma taxa considerada razoável devido ao contexto atual de pandemia”, aponta o texto de assessoria.

A cachoeira do Mosquito é uma das atrações em Lençóis | FOTO: Divulgação/Túlio Saraiva |

Diretrizes e medidas de segurança
Já a respeito da exigência do teste para covid-19 aos turistas, com resultado negativo de teste realizado até 72 horas antes ou laudo de contaminação até três meses antes, para entrar no município para turismo, a secretária Roberta Ferraz avaliou que a maioria dos visitantes apoiou a decisão do município. Ela aponta que até mesmo “os casos dos desavisados que chegaram até a barreira sanitária ou rodoviária sem teste e precisaram retornar”. Ferraz aponta que houve algumas hospedagens que relataram cancelamentos de última hora “porque os viajantes ao fazerem o teste descobriram que estavam com o novo coronavírus”.

“No início essas medidas geraram polêmicas, mas hoje estamos colhendo os frutos de ter apostado em reabertura gradual e lenta para o turismo em Lençóis. Não quer dizer que as medidas não serão avaliadas constantemente ou alteradas, mas já podemos dizer hoje que é sim possível exigir que o turista seja também parte da nossa proteção contra a covid-19. Por isso, pedimos também que quem está pensando em viajar se informe, planeje e contribua com as medidas de segurança decididas por cada lugar”, descreve a titular.

A rodoviária funciona de 7h30 às 17h e quem passa por lá tem a temperatura medida | FOTO: Montagem do JC/PML |

Mais ações
A prefeitura de Lençóis organiza uma análise ampla de todo o processo de reabertura do turismo com testagem comparativa por amostragem de grupos que trabalham diretamente no atendimento ao turista, além de revisão de todas as medidas adotadas e novas vistorias em serviços turísticos e meios de hospedagem interessados em reabrir para atendimento ao visitante.

Segundo os dados publicados pela prefeitura, Lençóis continua com a barreira sanitária na entrada da cidade por 24 horas por dia desde o mês março, início da crise sanitária. O município chapadeiro foi um dos últimos da Bahia a registrar caso de infecção por coronavírus. Não tem óbito em seu boletim até o momento e não teve casos graves da doença. Lençóis tem cerca de 11 mil habitantes e recebia mais de 150 mil turistas nacionais e internacionais por ano.

Uma das portas de entrada para o Parque Nacional da Chapada Diamantina, a cidade é tombada como patrimônio histórico nacional por preservar memória do tempo do garimpo de diamantes. Em seu território, o turista pode desfrutar de rios, cachoeiras, trilhas, morros e cavernas, e tantas outras atividades em meio à natureza.

A cidade tem infraestrutura de turismo com diversidade de restaurantes, meios de hospedagem e receptivos turísticos e até foi eleita com o principal lugar para se visitar no país, prêmio concedido pelo site ‘Melhores Destinos’ no ano passado. Jornal da Chapada com dados da prefeitura de Lençóis via rede social.

Leia também

#Chapada: Lençóis tem apenas dois casos ativos de covid; 160 pessoas já foram infectadas

#Chapada: Lençóis e Mundo Novo têm relatos de chuva de granizo e prejuízos computados nos últimos dias

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios