CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolíciaTop
Trending

#Chapada: Juiz alerta eleitores de Miguel Calmon que quem comparecer à sessão infectado com covid pode ser preso

Maurício Alvares Barra disse em entrevista a uma rádio local que eleitores e mesários do município diagnosticados com covid-19 não devem comparecer à sessão para votar.

O juiz eleitoral da 103ª Zona, Maurício Alvares Barra, disse em entrevista a uma rádio local, na última terça-feira (10), que eleitores e mesários do município de Miguel Calmon, na Chapada Norte, diagnosticados com covid-19, não devem comparecer à sessão para votar. O juiz também alertou que quem estiver infectado com a doença e comparecer a votação “vai ser preso”. Nesta quinta-feira (12), Alvares foi entrevistado pela TV Bahia e disse também que repassará para os presidentes de sessões eleitorais, a lista com o nome das pessoas com confirmação de covid-19 na cidade.

“A lei 13.979 de 2020, ela trata da situação de isolamento. Isolamento enquanto as pessoas estiverem doentes ou contaminadas. Essa medida legal tem o objetivo, exatamente, de impedir o avanço do covonavírus. Eu passarei as informações aos presidentes das sessões e, se elas aparecerem no local de votação, serão presas em flagrante pela incidência no Artigo 268, será conduzia até a delegacia e será lavrado o termo circunstanciado, e com certeza será acompanhada até em casa”, explicou.

O juiz Maurício Alvares Barra | FOTO: Divulgação/TV Bahia |

O Tribunal Regional Eleitoral informou que não vai se posicionar sobre o assunto. O Artigo 268 citado pelo juiz diz que a pessoa que infringir determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa pode pegar de um mês a um ano de prisão e ainda pagar multa. A pena é maior para quem for profissional de saúde. A medida, segundo ele, ocorreu após ficar ciente de que pessoas infectadas pelo novo coronavírus, que deveriam ficar isoladas, iriam votar no domingo.

“No início da semana eu tive duas notícias a respeito da covid-19: de um aumento dos casos de covid em Miguel Calmon, e tive outra informação de que pessoas com confirmação de covid pretendem ou pretendiam ir às urnas. Com base nas informações, eu adotei duas posturas. Eu requisitei os dados da Secretaria de Saúde, de quem seriam essas pessoas que tiveram a confirmação da covid recentemente. Com base nesses dados, eu saberei quais são as sessões eleitorais que as pessoas irão votar”, contou.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura de Miguel Calmon na última segunda-feira (9), 59 casos estão sendo monitorados no município e 26 encontram-se ativos devido a infecção causada pelo novo coronavírus. Além disso, cinco óbitos já foram confirmados pela doença infectocontagiosa na cidade. Jornal da Chapada com informações do G1. Texto atualizado no dia 12 de novembro às 15h20.

Etiquetas

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios