CidadesCuriosidadesEsportesMenu PrincipalTop
Trending

#Turismo: Parque Nacional da Chapada Diamantina inicia a segunda etapa de reabertura durante pandemia

Para ajudar no controle do fluxo de visitantes e evitar aglomerações, o ICMbio está utilizando uma plataforma de agendamento para os visitantes.

O Parque Nacional da Chapada Diamantina iniciou a sua segunda fase de reabertura gradual no último sábado (28). E nesta nova etapa será permitida a entrada em alguns atrativos mediante o cumprimento dos protocolos sanitários exigidos. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) vem dialogando com as prefeituras de seis municípios do entorno do Parque Nacional para definir de que forma as trilhas e os atrativos deverão ser reabertos.

Para ajudar no controle do fluxo de visitantes e evitar aglomerações, o ICMBio está utilizando uma plataforma de agendamento para os visitantes que permite identificar quais são atrativos mais procurados na data escolhida. Caso o número limite por atrativo seja atingido, a recomendação é selecionar outro atrativo, ou outra data para visitá-lo. Para conferir a lista completa, basta acessar o link: https://janoo.com.br/.

Dentre os atrativos autorizados para visitação, a partir do município de Mucugê, estão: a Trilha da Cachoeira da Moça Loira; Trilha da Cachoeira do Bate-palmas; Trilha da Cachoeira do Córrego de Pedra; Cascalheira (planetário); Cachoeiras Andorinhas, Sete Quedas e Funis; Cachoeira do Cardoso; Mar de Espanha e Cachoeira da Sibéria; Rio Preto atividades náuticas; Poço Redondo (rio Paraguaçu); Trilha do rio preto até a Toca do Caboclo; Trilha da Cachoeira da Fumacinha por cima; e a Trilha da Cachoeira da Matinha.

Já entre os atrativos que permanecem fechados, estão o Vale do Pati, Mirante do Pati e Cachoeiro. Para entrar no Parque Nacional da Chapada Diamantina será obrigatório seguir protocolos sanitários. Entre eles: uso de máscara, grupos com no máximo 10 pessoas, incluindo o condutor, manter distanciamento de dois metros dos outros visitantes, higienizar as mãos com álcool em gel 70% a cada parada, ou logo após trechos que necessitem utilizar as mãos, como “escalaminhadas”.

Além disso, os resíduos contaminantes devem ser embalados e descartados fora do parque nacional. Fora as normas gerais, ainda existem protocolos específicos para condutores de visitantes e para cada trilha. Jornal da Chapada com informações do ICMBio.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios