CidadesCuriosidadesEsportesMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Câmera em Nova Redenção registra passagem de meteoro e moradores de Dom Basílio, Rio de Contas e Jussiape ouvem forte estrondo

De acordo com especialista da rede brasileira de observação de meteoros, o estrondo foi causado por um meteoro de grande proporção.

Um forte barulho foi escutado por moradores ao sul da Chapada Diamantina, no último sábado (2), por volta das 16h. Trata-se da passagem e queda de um meteoro. Segundo informações publicadas no Correio 24h, o barulho foi sentido nos municípios de Livramento de Nossa Senhora, Dom Basílio, Rio de Contas e Jussiape. Também houve registro em Brumado e Cariranha, no oeste do estado. Uma câmera do ‘Clima Ao Vivo’, instalada em Nova Redenção, registrou o fenômeno.

Os relatos foram compartilhados em redes sociais e em aplicativo de mensagem. “Aqui na Formosa eu vi, moço, um fogo aqui, um rabão de fogo, ai demorou um pouquinho e estrondou lá pro lado da Lagoa do Daniel [localizada na cidade de Livramento de Nossa Senhora]. Eu vi, passou e as galinhas ficaram espantadas e, quando eu olhei pra arriba, vi passando aquele rabão de fogo, assim que nem quando solta um foguete, eu vi perfeitinho”, disse um morador.

“Alguém mais ouviu uma explosão de proporção acima dessas explosões de mineradora?”, escreveu um internauta no Twitter. Nete Barbosa, 53 anos, moradora de Brumado contou que estava no quarto quando foi surpreendida pelo estrondo. “Pensei que fosse o ar condicionado, porque o teto estremeceu e a janela começou a balançar”, lembrou. “Depois eu ouvi amigos que falaram que ouviram também, e depois vimos que pessoas de outras cidades que disseram que viram que caiu algo, que achavam que era um meteoro”, acrescentou.

Ainda segundo informações, o fato coincidiu com previsão de um fenômeno astronômico, a chuva de meteoros Quadrântidas, que estava previsto para o dia 2 de janeiro. No entanto, de acordo com Marcelo Zurita, diretor técnico da Brazilian Meteor Observation Network (Bramon) – rede brasileira de observação de meteoros –, a associação do estrondo escutado nas cidades baianas a esse fenômeno está descartada.

“A Quadrântidas é uma chuva de meteoro que não produz bólidos, esses meteoros grandes e explosivos. Então, não tem nada a ver com essa chuva de meteoros. Ela não é muito intensa no Brasil e melhor visível no hemisfério Norte. Aqui, só é visível nas últimas horas da madrugada”, explicou. Segundo Marcelo, a causa foi a queda de um meteoro.

“Encontramos em uma das câmeras do ‘Clima Ao Vivo’, em Nova Redenção, [na Chapada Diamantina] o meteoro passando. Durante o dia, nenhum meteoro vai ser muito luminoso porque a luz do dia acaba ofuscando, mas deu pra ver que foi um meteoro. Ele passou exatamente as 13h59 e por enquanto encontramos ele em uma das câmeras do Clima Ao Vivo da região. Isso não quer dizer que ele foi em Nova Redenção, ele foi a sudoeste de Nova Redenção. Provavelmente a 120km, 150km a sudoeste de Nova Redenção. E, pelo que eu vi, Brumado fica nessa região”, disse.

Zurita avaliou e comparou o horário da passagem do meteoro com os relatos de moradores em relação ao estrondo. “E provocado por um objeto grande, por um pedaço de rocha espacial grande o suficiente pra atingir as camadas mais baixas e mais densas da atmosfera”, informou. “Quando isso ocorre, a energia liberada por ele é tão intensa que as pessoas escutam um estrondo como o barulho de uma explosão. Inclusive, existe uma detecção no satélite meteorológico Goes”, completou. Jornal da Chapada com informações do Correio 24h.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios