CidadesCulturaCuriosidadesMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Lideranças religiosas de Lençóis são destaques em site que preserva as memórias e cantigas do Jarê; confira aqui

“O objetivo é preservar também as vozes, tonalidades e ritmo conferidos por cada um”, explica Paula Zanardi, antropóloga e coordenadora do projeto.

São dez lideranças religiosas do município de Lençóis, na Chapada Diamantina, que foram entrevistadas e convidadas a entoar as principais cantigas das cerimônias e que ficarão registradas no site ‘Memória das Cantigas do Jarê’ (veja aqui). O projeto foi desenvolvido pela antropóloga Paula Zanardi, com lançamento para 10 de abril com apoio da Lei Aldir Blanc.

Os registros sonoros foram realizados nos terreiros e depois mixadas em estúdio. “O objetivo é preservar também as vozes, tonalidades e ritmo conferido por cada um”, explica Paula Zanardi, antropóloga e coordenadora do projeto.

O arquivo digital será disponibilizado em textos, fotografias históricas e cantigas transcritas e gravadas. ‘Memórias das Cantigas do Jarê’ é uma iniciativa do terreiro Palácio de Ogum e Caboclo Sete Serra, de Lençóis, que visa preservar e difundir a tradição do Jarê.

Durante as entrevistas para a pesquisa, muitas lideranças ressaltaram a descontinuidade na renovação dos membros e pouca adesão dos jovens na religião. Na plataforma também está disponível uma coletânea com mais de 300 cantigas transcritas originalmente pelo antropólogo Gabriel Banaggia em sua tese de doutorado e complementadas com a pesquisa de campo para o projeto.

Além de 40 fotografias datadas dos anos 70 do acervo pessoal de Sandoval Amorim, fundador da Associação Filhos de Santo do Palácio de Ogum e Caboclo Sete Serra. As informações do site são apresentadas na mesma sequência em que são cantadas nas cerimônias, que geralmente iniciam-se com Ogum, antes do anoitecer, e finalizam ao amanhecer com Cosme e Damião.

“Esta escolha ocorreu para não organizar o Jarê por categorias do mundo escrito, em códigos e procedimentos que lhe são externos”, ressalta Zanardi. O trabalho também presta homenagem e reúne informações sobre o Pai de Santo Pedro de Laura, o maior curador que se tem conhecimento na história recente de Lençóis e um dos grandes mestres do Jarê da Chapada Diamantina.

“Era comum que pessoas de toda a região viajassem para serem tratados por ele”, recorda Amorim. O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon, via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo do governo federal.

Jornal da Chapada

Serviço
O quê: Memória das Cantigas do Jarê
Quando: 10 de abril
Onde: Site – www.cantigasdojare.com.br
Mais informações: E-mail – [email protected] /Instagram – @cantigasdojare

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios