CidadesCuriosidadesEconomiaMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Plano de fortalecimento da caprinocultura e ovinocultura deve fomentar economia em Nova Redenção

Obras e ações também estão sendo feitas na cidade chapadeira para manter o desenvolvimento e conter os efeitos da pandemia nos setores públicos.

A prefeita Guilma Soares (PT), do município de Nova Redenção, na Chapada Diamantina, se reuniu na última quinta-feira (29) com a equipe de governo para construir um plano de fortalecimento da cadeia produtiva da caprinocultura e ovinocultura na região chapadeira.

Na reunião, o principal objetivo foi discutir a parceria com o Frigorífico FrigBahia, em Pintadas, também na Chapada Diamantina. Segundo a prefeitura, a discussão sobre a comercialização direta do rebanho foi avançada. “No entanto, precisamos nos adequar, investir em melhoramento genético, suplementação, estrutura de confinamento e semiconfinamento para alcançar melhor rentabilidade”, pontua a prefeitura, por meio das redes sociais.

Para a gestão, é preciso buscar tecnologias, assistência técnica especializada para orientar os criadores a manter um rebanho dentro dos padrões de qualidade exigidos pelo frigorífico. Para isso, a prefeitura anunciou que vai garantir assistência técnica e acompanhamento periódico para melhor adequação do rebanho às exigências do frigorífico.

De acordo com o último censo agro do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e conforme cadastro na Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), são, em um rebanho aproximado, 1.500 animais no município. Com isso, a Secretaria de Agricultura no município devera mapear os produtores, iniciar um trabalho técnico de acompanhamento e formação, separar os animais que se adequam aos padrões exigidos e iniciar os tratos técnicos para que o mais cedo possível seja possível comercializar o primeiro lote de animais para o frigorífico.

Desinfecção
A prefeitura de Nova Redenção, através da Secretaria de Saúde e da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos, também está realizando o serviço de desinfecção de praças e avenidas, áreas de maior circulação de pessoas na cidade.

O serviço de higienização é realizado por meio de caminhão pipa e o produto utilizado é o hipoclorito de sódio, considerado o mais importante componente de ação antiviral e bactericida. Segundo a gestão, a medida também será realizada em todos os postos de saúde, para o enfrentamento da covid-19.

Obras
Além disso, também foram iniciadas nesta quinta-feira (29) obras de reforma nas sedes da Secretaria de Assistência Social e do Centro de Referência da Assistência Social (Cras), para oferecer um ambiente mais seguro e acolhedor aos usuários.

As obras de reforma incluem manutenção das estruturas, reparos nas paredes, troca de piso, além de nova pintura. A prefeitura explica que os trabalhos de reforma não alteram a rotina de acesso aos serviços oferecidos na Secretaria de Assistência Social, que continua com atendimentos seguindo os protocolos de saúde, recomendados por autoridades sanitárias em enfrentamento à covid-19.

Programa Criança Feliz
O Programa Criança Feliz mantém o seu atendimento, com o auxílio de ferramentas digitais para execução de atividades remotas, antes realizadas por meio de visitas regulares às residências das famílias participantes do programa.

Com a nova modalidade de atendimento, em razão da pandemia de covid-19, os pais recebem orientações vindas da equipe técnica, sobre como realizar as atividades que vão executar em casa com as crianças.

Segundo a supervisora do programa, no município, Kassandra Souza, as atividades e sugestão de atividades, incluindo as impressas, são entregues a todas as famílias, mesmo aquelas que não possuem acesso à internet, porém, as que tem acesso, conseguem dar uma devolutiva das atividades, com vídeos e fotos.

São públicos prioritários do Programa Criança Feliz: gestantes, crianças de até três anos e suas famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família; II – crianças de até seis anos e suas famílias beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada; e III – crianças de até seis anos afastadas do convívio familiar.

Jornal da Chapada

Etiquetas

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios