DEM tenta convencer Geddel a concorrer a vaga para o Senado

geddel

O presidente do PMDB baiano tem colocado desde 2013, o desejo de ser o representante do grupo na cabeça de chapa para as eleições | FOTO: Reprodução |

Embora o prefeito ACM Neto (DEM) tenha declarado que não há nada decidido sobre o candidato da oposição para o Palácio de Ondina, as conversas mostram que um sim do ex-governador Paulo Souto (DEM) teria mobilizado parte do DEM a buscar táticas para convencer o ex-ministro Geddel Vieira Lima a compor a vaga ao Senado. O presidente do PMDB baiano tem colocado desde 2013, o desejo de ser o representante do grupo na cabeça de chapa para as eleições. Nos bastidores, fontes confirmaram ontem que o ex-governador, que até então não havia decidido sobre postular, provocou um movimento ao anunciar para o prefeito e para lideranças do partido, na última semana, que estaria disposto a concorrer. Diante disso, Souto e deputados da sigla teriam se reunido para tratar dos próximos passos políticos, inclusive, discutirem as estratégias para articular a chapa, mantendo a aliança com um dos fiéis da balança, o PMDB.

O que parece disse me disse encontraria solidez na voz de defensores da postulação de Souto. Há quem argumente que o fato de “o ex-governador seguir bem nas pesquisas, o partido ter as maiores prefeituras do Estado, sendo Salvador e Feira de Santana e sete representantes na Assem­bleia Legislativa, numa demonstração de crescimento” mobilizam os democratas a obterem a cabeça de chapa. Sem contar que a retomada do DEM ao poder reacenderia o partido nacionalmente. A decisão de Souto em se colocar à disposição já teria sido comunicada ao presidente nacional do partido, senador José Agripino Maia. Nas cenas dos bastidores, o próprio secretário de Transportes da prefeitura, José Carlos Aleluia, já estaria fora do páreo, cedendo espaço ao correligionário.

Enquanto crescem os burbu­rinhos, dirigentes partidários selam um pacto de não revelarem as articulações para a imprensa. Todos seguem os ditames do prefeito ACM Neto, que em conversa com a Tribuna, na reabertura da Câmara de Vereadores disse que quando a decisão for tomada, “ela vai ser anunciada, e não será anunciada antes do Carnaval”. O presidente estadual do DEM, Paulo Azi, negou ontem que haja “entendimento sobre candidatura”. “Não houve mudança de prazo”, disse, descartando também que o partido e Paulo Souto estejam fazendo programações de viagens para o interior com o intuito de mobilizar uma pré-campanha.

O líder do Democratas na Assembleia, Carlos Gaban disse que não se pode lançar uma chapa de uma hora para outra. “Há muita expectativa em torno da candidatura e isso aumenta a responsabilidade. Tem que ter cuidado com a nossa chapa” afirmou. Segundo ele, a única conclusão que saiu das reuniões realizadas pelo grupo é de que a oposição não pode sair desunida. Extraído da Tribuna da Bahia.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.