Banqueiros são contra Dilma porque querem farra financeira, diz Valmir Assunção

Postado em jul 26 2014 - 11:11am por Jornal da Chapada
outro

Valmir Assunção critica ação do banco Santander e dispara contra os banqueiros | FOTO: Catarine Brum |

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) criticou, nesta sexta-feira (25), no município de Rio do Antônio, centro-sul baiano, onde participa de agenda de campanha, o recente caso envolvendo o banco Santander e a campanha petista para a Presidência da República. O banco emitiu em julho, no verso do extrato das contas de clientes que ganham mais de R$ 10 mil, um texto dizendo que a vitória da presidenta Dilma era ruim para o Brasil.

Para o petista, os banqueiros “querem voltar à época da total desregulamentação do sistema financeiro, que na época do FHC quebrou o Brasil três vezes e nos fez ir, com pires nas mãos, pedir dinheiro ao FMI [Fundo Monetário Internacional]. Hoje não precisamos disso, pelo contrário, o grupo dos Brics, do qual o Brasil faz parte, criou um banco com capacidade de investimentos em escala global”, dispara Assunção durante atividade com o deputado estadual Paulo Rangel (PT).

Ainda segundo Valmir, o posicionamento do Santander é coerente com os interesses do capital financeiro e antagônico aos anseios populares. “Esse banco teve a cara de pau de confirmar a autenticidade do documento, mas não se retratou”. De acordo com publicações, foi emitida uma nota onde o banco disse adotar critérios ‘exclusivamente técnicos’ em suas análises econômicas, ‘sem qualquer viés político ou partidário’. Uma resposta vergonhosa para quem mantém serviços no país. Essa raiva do Santander é também por conta do governo Dilma ter valorizado e fortalecido o crescimento do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal”, completa.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.