Estudantes realizam ‘Oficina de Siririca’ para calouras dentro de universidade em Minas Gerais

Postado em set 18 2014 - 2:17pm por Jornal da Chapada
evento

O evento, que foi criado para debater sobre a masturbação, gerou polêmica dentro e fora da instituição | FOTO: Reprodução |

As alunas do curso de Serviço Social da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) promoveram uma reunião inusitada para recepcionar as calouras da instituição nesta quarta-feira (17). A “Oficina de Siririca – roda de conversa sobre masturbação das mina” foi realizada no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, no Campus Mariana. Além da masturbação, outros temas como feminismo e raça fizeram parte da programação da Calourada Vermelha, que terá encerramento nesta sexta-feira (18). O evento, que foi criado para debater o assunto, gerou polêmica dentro e fora da instituição. Segundo o jornal Extra, não houve aula prática coletiva. No local também foi transmitido o documentário “Clítoris Prazer Proibido”.

Segundo uma das alunas, Gabriela Pereira, de 25 anos, o objetivo era promover uma conversa em que as meninas falariam sobre suas experiências com seus próprios corpos. O cartaz do evento chamou a atenção e foi alvo de críticas e piadas nas redes sociais. “É uma roda de conversa, para falar sobre masturbação, prática, como a gente começou, como é para cada uma, um espaço para gente conversar. Quem quiser dicas, pode dividir, quem não quiser não precisa. Realmente, é um tabu, ninguém conversa. […] Como que em pleno século 21 anos tem uma galera que não consegue se tocar?”, explicou Gabriela, em entrevista ao Extra.

A instituição
Ao Uol, a assessoria de imprensa negou que a oficina tenha sido um evento para recepcionar os calouros da instituição. Também esclareceu que se tratava ação do Centro Acadêmico (CA). Em nota, a Ufop disse ainda que respeita a diversidade do pensamento e o debate sobre assuntos relacionados à sexualidade dentro da instituição. Ainda segundo o Uol, os alunos do Centro Acadêmico de Ciências do Estado (Cace) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte, também realizaram a oficina de siririca no início do mês como parte das atividades do Congresso de Diversidade Sexual e Gênero. Extraído do Correio 24h.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.