Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEsportesMenu Principal

Copa do Brasil: Cruzeiro e Atlético Mineiro fazem final histórica no futebol do país

esporte
As finais já tem datas definidas: dias 12 de novembro, na próxima quarta-feira, e depois dia 26 de novembro | FOTO: Reprodução |

Pela primeira vez na história a Copa do Brasil vai ter uma decisão somente mineira, entre os seus dois maiores rivais: Cruzeiro e Atlético. Nesta quarta-feira à noite, o Cruzeiro empatou com o Santos, por 3 a 3, na Vila Belmiro, eliminando o time paulista. No Mineirão, o Galo conseguiu outra grande virada, desta vez, por 4 a 1, em cima do tricampeão Flamengo. A Raposa é tetracampeã e divide está condição única com o Grêmio. Portanto, se vencer o rival nesta disputa, vai ser o único pentacampeão. De outro lado, o Atlético Mineiro nunca foi campeão da Copa do Brasil e buscará um feito inédito em cima do seu rival, que lidera o Campeonato Brasileiro e busca o bicampeonato com boa folga em cima de seus concorrentes.

As finais já tem datas definidas: dias 12 de novembro, na próxima quarta-feira, e depois dia 26 de novembro. O mando de campo será por sorteio, mas agora sem maior importância em termos de locais, porque os dois jogos serão disputados no Mineirão. Mas vai ter valor em termos de definir o critério de gol fora, que pode decidir o título da competição.

GRANDES JOGOS
No Mineirão, o Flamengo saiu na frente com Everton, mas cedeu o empate ainda no primeiro tempo com o jovem Carlos. NO segundo tempo, o Flamengo recuou demais, porém, não suportou a pressão atlética, que fez 2 a 1, aos 11, com Maicosuel, 3 a 1 com Dátolo aos 35 minutos e depois fez o quatro gol com Luan, aos 39 minutos.

O que parecia impossível aconteceu, um agregado de 4 a 3. Isso já tinha acontecendo nas quartas de finais, quando o Corinthians abriu 2 a 0 no Itaquerão, mas depois levou a virada, por 4 a 1, no Mineirão. Na Vila Belmiro, Robinho abriu o placar logo no primeiro minuto, mas logo Marcelo Moreno empatou, debaixo de muita chuva.

O segundo gol santista saiu aos 47 minutos, com Gabriel cobrando pênalti. No segundo tempo, o Peixe ampliou com Rildo, aos 14 minutos. Com 3 a 1 levaria a vaga na final, porque tinha perdido no Mineirão apenas por 1 a 0. Mas o Peixe se garantiu por apenas 20 minutos, porque aos 35 minutos Willian empatou e aos 49 minutos, portanto, nos acréscimos, ele mesmo empatou o jogo. E comemorou muito seus gols, afinal jogou com duas costelas quebradas. Extraído do site O Documento.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios