CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

Ministra do TSE nega pedido do PSDB para cassar mandato de Dilma

dilma
A presidente Dilma Rousseff | FOTO: Divulgação/Agência Brasil |

A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Maria Thereza de Assis Moura negou um pedido feito pelo PSDB no ano passado para cassar o mandato de Dilma Rousseff, reeleita no último pleito presidencial. A decisão, tomada no início do mês foi divulgada no “Diário da Justiça” desta quarta-feira (18). Como a análise do pedido foi deito unicamente pela relatora, ministra Moura, o PSDB ainda pode recorrer ao plenário do Tribunal, o que deve ser feito nos próximos dias. No pedido, a sigla alegou que a campanha de Dilma mentiu no horário eleitoral, manipulou indicadores socioeconômicos, gastou mais que o valor estipulado e recebeu financiamento mediante doações oficiais de empresas envolvidas no esquema de desvios de recursos da Petrobras.

Na petição, o PSDB alega que, isoladamente, os fatos podem não levar à cassação de uma candidata eleita, mas, quando analisados em conjunto, comprovam “gravíssimo” comprometimento da legitimidade do pleito. Em sua decisão, a ministra disse que o pedido tucano apresentou fatos de forma genérica e sem a devida comprovação, por isso, não atendeu as intenções do PSDB. “Os autores apresentam de forma genérica supostos fatos ensejadores de abuso de poder econômico e fraude, e (…) não apresentam o início de prova que pudesse justificar o prosseguimento de ação tão cara à manutenção da harmonia do sistema democrático”, diz trecho de seu voto. Extraído da Folha de São Paulo.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas