AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Pesquisa constata melhoria na qualidade de vida de crianças e adolescentes no semiárido

rita
De acordo com o diretor da SEI, “a Bahia foi estado que mais se destacou, com taxas de crescimento mais efetivas em relação aos outros estados brasileiros” | FOTO: Ilustração/Rita Tavares/Sedes |

Dos 14 indicadores de referência pactuados entre o Governo do Estado e a Fundação das Nações Unidas para a Infancia (Unicef), por meio do Pacto Nacional Um Mundo para a Criança e o Adolescente do Semiárido, a Bahia melhorou em 13. Os dados do relatório foram apresentados pelo diretor de pesquisas da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), Armando Castro, nesta sexta-feira (26), no auditório da Secretaria do Planejamento (Seplan), em Salvador. O trabalho apresenta índices positivos, alcançados a partir das ações desenvolvidas pelas organizações integrantes do Comitê do Pacto da Bahia, em conformidade com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

Coordenada pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), a iniciativa monitorou, entre 2011 e 2014, questões relativas à erradicação da pobreza, educação básica, redução da mortalidade infantil, saúde das gestantes, combate ao HIV Aids, à malária e outras doenças, sustentabilidade ambiental e declaração do milênio.

De acordo com o diretor da SEI, “a Bahia foi estado que mais se destacou, com taxas de crescimento mais efetivas em relação aos outros estados brasileiros”. O estado registrou aumento de 31% na matrícula de alunos entre 15 e 17 anos no ensino médio; redução do índice de mortalidade infantil para 22%; redução em 40% do quantitativo de crianças analfabetas com 8 anos; e redução em 77% de crianças entre 0 a 2 anos com baixo peso.

Com o trabalho desenvolvido pelo Comitê Gestor Estadual do Pacto Nacional no semiárido, o estudante Fagner Moreira, 19 anos, morador da zona sisaleira de Nova Fátima, garante que a iniciativa mudou a sua vida. “Desde os 13 anos, acompanho o pacto, que teve fundamental importância para a minha vida social, profissional e pessoal. Eu vivi em situação de trabalho infantil. Hoje sou universitário, sou protagonista da minha história”.

Participaram do lançamento o chefe de gabinete da SJDHDS, Kivio Dias, a coordenadora do Unicef na Bahia, Helena Oliveira, a coordenadora do Pacto Nacional, Iara Farias, e representantes das 30 organizações parceiras que compõem o Comitê Gestor Estadual do Pacto Nacional Um Mundo para a Criança e o Adolescente do Semiárido.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas