ONU pede à comunidade internacional coragem para atuar diante de atrocidades

Postado em abr 8 2015 - 12:00pm por Jornal da Chapada
foto33

O genocídio em Ruanda deixou mais de 800 mil pessoas mortas em 7 de abril de 1994 | FOTO: Reprodução/Ricardo Mazalan |

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, pediu nessa terça-feira (7) à comunidade internacional coragem para atuar diante das grandes atrocidades que são cometidas no mundo e para prevenir novos genocídios como o de Ruanda. Ele fez o apelo por ocasião do 21º aniversário do genocídio de Ruanda, que começou em 7 de abril de 1994 e deixou mais de 800 mil pessoas mortas. “Apelo à comunidade internacional para fazer algo mais do que falar sobre atrocidades e não ser capaz de tomar medidas preventivas.”

Ban Ki-moon pediu ao mundo “coragem para atuar antes que a situação se deteriore”, ao se referir aos conflitos que ocorrem atualmente em várias regiões, principalmente na Síria, no Iraque e na República Centro-Africana. “Nossa primeira responsabilidade sempre é prevenir essas situações e proteger os seres humanos vulneráveis e em perigo”, acrescentou o secretário. Da Agência Brasil.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.