Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu Principal

Após ‘crucificação’ na Parada Gay, deputado quer tornar ‘cristofobia’ crime hediondo

foto1
Após ‘crucificação’ na Parada Gay, deputado quer tornar ‘cristofobia’ crime hediondo | FOTO: Reprodução |

A polêmica envolvendo a encenação da crucificação da transexual Viviany Beleboni, na 19ª Parada do Orgulho LGBT, em São Paulo, provocou críticas por parte de grupos políticos e religiosos. O líder do PSD na Câmara dos Deputados, Rogério Rosso (DF), protocolou nesta segunda-feira (8) um projeto de lei que torna crime hediondo desrespeitar cultos religiosos. O deputado, que é evangélico, ataca as manifestações que chama de “Cristofobia” e defende, como punição, pagamento de multa e pena de até oito anos de reclusão. Na justificativa do projeto de lei, o parlamentar diz que os manifestantes têm “zombado” da fé dos evangélicos e utilizando de forma desrespeitosa símbolos religiosos.

“A intenção do projeto de lei é proteger a crença e objetos de culto religiosos dos cidadãos brasileiros, pois o que vem ocorrendo nos últimos anos em manifestações, principalmente LGBTs, é o que podemos chamar de ‘Cristofobia’, com prática de atos obscenos e degradantes que externam preconceito contra os católicos e evangélico”, afirma Rosso no projeto de lei. Não há previsão de quando o projeto deve tramitar na Câmara dos Deputados. Se aprovado pelos deputados, ele ainda passará pelo Senado e depois precisará da sanção da presidente Dilma Rousseff. Do site Correio24h.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios