Chapada: Cachoeiras da Fumaça e Buracão entre as 15 mais bonitas do Brasil; confira uma das trilhas

Postado em jul 15 2015 - 12:10am por Jornal da Chapada
foto1

A vista da Cachoeira da Fumaça por cima, uma das possibilidades de conhecer o local | FOTO: Chapada Adventure |

O Brasil abriga a maior reserva de toda a água doce do mundo, com cerca de 12%. Esta imensidão hídrica aliada às montanhas e penhascos tipicamente nacionais proporciona uma variedade incrível de cachoeiras, que não se resumem às mundialmente famosas Cataratas do Iguaçu. Há também paisagens igualmente deslumbrantes em planaltos como a Chapada dos Veadeiros, em Goiás, e Chapada Diamantina, na Bahia.

A empresa Pure Viagens selecionou as 15 cachoeiras mais bonitas do Brasil para você apreciar e incluir em seu roteiro de viagem, onde quer que esteja. Dentre elas, destacam-se duas pertencentes ao Parque Nacional da Chapada Diamantina (Parna). É a cachoeira da Fumaça, que ficou na segunda colocação, e a cachoeira do Buracão, em 10º lugar.

Com 340 metros de altura, a Fumaça é a segunda maior cachoeira do Brasil, perdendo apenas para a El Dorado, no Amazonas. É tão alta que a água simplesmente evapora durante o salto, antes de tocar no chão, formando uma cortina de “fumaça” que serviu de nome para o local. Para se chegar lá, apenas através de trilhas e acompanhado de guias treinados.

Leia também:
Circuito do Ouro, Chapada Sul e os três picos mais altos do Nordeste; conheça as trilhas em Rio de Contas
Mucugê, Igatu e Andaraí são mais opções de trekkings na Chapada Diamantina; conheça roteiros
Trekking pelo Vale do Pati é um dos mais procurados na Chapada Diamantina; confira aqui
Nova série revela trilhas e aventuras em diferentes regiões da Chapada Diamantina

buracao

A Cachoeira do Buracão fica em Ibicoara | FOTO: Jornal da Chapada |

Já a cachoeira do Burucão é formada por águas avermelhadas, e fica localizada dentro de um estreito cânion do rio espalhado. A entrada do cânion impressiona por suas rochas formadas por camadas, a cachoeira com 85 metros de altura é considerada por muitos como um dos melhores lugares da Chapada Diamantina. Localizada no município de Ibicoara, possui trilhas estreitas com caminhos sinuosos em meio à vegetação típica do cerrado.

Para quem se interessou em conhecer a segunda maior cachoeira do Brasil, a equipe do Jornal da Chapada selecionou um roteiro especial, que vai do Vale do Capão a Lençóis, para você conhecer a Cachoeira da Fumaça por cima e por baixo. Considerada uma das travessias mais clássicas do país, a Fumaça por baixo fica localizada próxima ao Vale do Capão no município de Palmeiras.

A vegetação durante o trekking é diversificada, contendo biomas de cerrado, campos rupestres e mata atlântica. Outras atrações desta travessia são as cachoeiras do Capivara e do Palmital e a vista da toca da Onça para a cachoeira do Capivari e parte do Marimbus, conhecido como o pantanal da Chapada Diamantina. São aproximadamente 32 km, totalizando três dias de caminhada, com um alto grau de dificuldade.

Programação detalhada da travessia
1º dia: Vale do Capão/Cachoeira da Fumaça (por cima)/Morro do Macaco/Toca do Macaco
O trekking da cachoeira da Fumaça por baixo é iniciada a partir do Vale do Capão, com uma subida por cerca de 40 minutos até o mirante com vista para o Vale do Capão. Seguida de uma caminhada em um gerais repleto de flores e gramíneas até chegar a Cachoeira da Fumaça por cima. Após uma parada pra apreciar a Fumaça, começa a descida do Morro do Macaco por cerca de 3h, até a Toca do Macaco onde será o pernoite.

2º dia: Toca do Macaco/Cachoeira da Fumaça (por baixo)/Cachoeira do Capivara
Pela manhã, caminhada por cerca de 2h rumo ao poço da Cachoeira da Fumaça por uma das trilhas mais verdes e preservadas da Chapada. Após um banho na Cachoeira da Fumaça por baixo, voltar pelo cânion para a Toca do Macaco, e descer por cerca de 1h30 para a Cachoeira do Capivara, onde será o pernoite.

3º dia: Cachoeira do Capivara/Cachoeira do Palmital/ Serra do Veneno/ Rio Ribeirão/ Lençóis
Último dia. Dia de subir para a cachoeira do Palmital e depois rumo a Toca da Onça, onde começa a descida para o Vale das Muriçocas. Por fim descer a Serra do Veneno, onde já no fim de tarde é possível tomar um banho refrescante no Rio Ribeirão, e com mais 40min de caminhada chegar em Lençóis.

Confira mais fotos das cachoeiras:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

13 Comentários Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.