Salvador: Seção de Artes da PM amplia oferta de cursos de teatro e música no Pelourinho

Postado em nov 27 2015 - 7:45am por Jornal da Chapada
foto5

PM inaugura Espaço Cultural de Artes no Centro Histórico, na capital baiana | FOTO: Carla Ornelas/GOVBA |

Oficinas de capoeira, teatro, iniciação musical e percussão são algumas das atividades que vão ser oferecidas, gratuitamente, na sede da Seção de Artes do Departamento de Comunicação Social da Polícia Militar da Bahia (PMBA). O espaço foi inaugurado na noite desta quinta-feira (26), na Rua João de Deus, n° 34, em frente ao Centro Cultural Solar Ferrão, no Pelourinho. O comandante geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, esteve presente na inauguração do espaço. Moradores e turistas também compareceram ao evento que foi iniciado com um bate-papo sobre capoeira.

“Esta é mais uma ação do [programa estadual] Pacto pela Vida. É a presença da polícia nas comunidades. Escolhemos o Pelourinho por ser um marco histórico de beleza e cultura. Tudo começou aqui. Nosso objetivo maior é a inclusão de jovens e adultos. Queremos mostrar que estamos prontos pra servir [à população] de uma forma diferente, com os nossos policiais dando parte do seu tempo para trabalhar [junto] à comunidade”, afirmou o coronel.

Parceria
O imóvel utilizado pela Polícia Militar resultou de parceria com o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac). Segundo o chefe da Seção de Artes, capitão PM Elton Santana, a intenção é, cada vez mais, utilizar diferentes linguagens artísticas, como a dança, a música e o teatro, para socializar, ressocializar e sensibilizar a população.

Ele disse que “o objetivo desta sede [da Seção de Artes] é ser a casa do grupo de teatro e do coral da Polícia Militar da Bahia, de todos os músicos e policiais que utilizam arte e a capoeira para sensibilizar a nossa comunidade a se aproximar da Polícia Militar e formarmos a corrente do bem”.

O capitão informou ainda que, na área musical, por exemplo, vão ser realizadas oficinas de saxofone, clarinete, flauta doce, flauta transversal, iniciação à música e percussão. “Teremos ainda [oficina de] dança afro e teatro. Tudo isso de forma gratuita. Quem tiver interesse, é só entrar em contato com a gente, na sede da Seção de Artes, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h”. Os próprios policiais militares vão ministrar as oficinas.

Capoeira
A apresentação de capoeiristas também fez parte do evento de inauguração. O estudante Zeus Galvão, 24 anos, não resistiu ao toque do berimbau, do pandeiro e do atabaque e participou da roda de capoeira. Para ele, um espaço que proporciona acesso à arte, à cultura e ao esporte é motivo para a juventude comemorar. “[Esta] é uma boa iniciativa, [que] pode tirar o foco das pessoas [e] dos adolescentes das drogas, do assalto, desse tipo de coisa”.

“Acho muito importante tirar as pessoas da rua e oferecer mais oportunidades a elas”, disse a vendedora Aparecida Bonetti, 42. Ao passar no local ela ficou surpresa quando soube que na Seção de Artes, instalada no casarão antigo, serão oferecidas gratuitamente diversas atividades.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.