Chapada Diamantina tem predomínio de céu parcialmente nublado a claro

Postado em fev 24 2016 - 5:00pm por Jornal da Chapada
foto6

A região da Chapada terá poucas chances de chuvas esta semana | FOTO: Reprodução/Portal Rius |

A massa de ar quente e seco, que está sobre a Bahia, continua influenciando o tempo nos próximos dias, quando deverá manter reduzida a nebulosidade e as chances de ocorrer chuvas na maior parte do estado. Vale lembrar que, esse sistema já vem atuando desde o início de fevereiro, o que está resultando num significativo déficit de chuvas em todas as regiões. Situação muito diferente do observado no mês de janeiro, quando a combinação de sistemas meteorológicos de características distintas foi a responsável pela ocorrência de grandes volumes de chuvas, deixando esse mês com um saldo positivo.

Mesmo com a influência dessa massa de ar, ainda poderão ocorrer chuvas fracas e isoladas em algumas regiões, a exemplo do Oeste e São Francisco, onde as temperaturas elevadas (máximas de até 36°C), somada ao aumento nos índices de umidade, deverão contribuir para sua ocorrência. Por outro lado, nas regiões do Recôncavo, Nordeste e Sul, além do calor, são os ventos úmidos vindos do Oceano Atlântico que podem aumentar a nebulosidade, bem como as chances que essas chuvas ocorram.

Nas regiões da Chapada Diamantina, Sudoeste e Norte, onde a massa de ar está atuando com mais intensidade, o predomínio é de céu parcialmente nublado a claro, mas com poucas chances de chuvas. Assim como em outras localidades próximas ao litoral, na cidade de Salvador e região metropolitana, as maiores chances são de céu parcialmente nublado a claro. No entanto, as temperaturas elevadas (máximas de até 33°C) e a umidade vinda do Oceano também poderão contribuir para a ocorrência de chuvas fracas e passageiras.

Uma das características da estação do verão é a elevação na incidência da radiação solar e, consequentemente, dos Índices de Radiação Ultravioleta (IUV’s), a exemplo dos que estão previstos para os dias 25/02 (quinta-feira) e 26/02/2016 (sexta-feira), quando deverão variar de 13 a 14.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), tais Índices estão classificados na categoria “Extrema”, o que requer cuidados quanto à exposição prolongados a radiação solar, principalmente, nos horários das 10 às 16 horas quando os efeitos danosos a saúde são maiores. Assim, recomenda-se o uso de protetor/filtro solar, chapéus, bonés, óculos escuros e roupas leves, o que poderá contribuir para minimizar tais danos. Com informações do Inema.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.