CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

Decisão do PT sobre eleição em Salvador só deve sair em início de junho

foto6
Já neste final de semana, o partido realiza eventos em Salvador, Feira de Santana e Lauro de Freitas, com vistas ao pleito de outubro | FOTO: Reprodução |

O PT na Bahia se volta agora para as eleições municipais, depois que passou a maratona de mobilizações em defesa do mandato da presidente Dilma Rousseff (PT), que acabou afastada no último dia 11 deste mês de maio com a aprovação da admissibilidade do processo de impeachment pelo Senado da República. Já neste final de semana, o partido realiza eventos em Salvador, Feira de Santana e Lauro de Freitas, com vistas ao pleito de outubro.

Ainda hoje, haverá uma reunião de presidentes da legenda das 35 maiores cidades do estado e seus respectivos pré-candidatos. A ocasião será propícia para dar o pontapé inicial na discussão da sucessão em Salvador. No entanto, segundo informações do presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, somente no final da primeira semana de junho é que haverá definição a respeito da situação da sigla em Salvador. O dirigente admite que existe a possibilidade de abrir mão de uma candidatura própria, como também há o interesse entre a militância de se ter nome na disputa, mas o assunto será amplamente discutido. “Há um sentimento forte na base do PT (para uma candidatura própria), mas não vemos dificuldade em apoiar e compor chapa com algum aliado”, apontou o presidente.

Em consulta feita pela Tribuna da Bahia à bancada de vereadores do PT em Salvador, a ampla maioria defende que o partido lance um nome. Até o momento o partido possui três nomes como pré-candidatos: Juca Ferreira, ex-ministro da Cultura, o deputado federal Valmir Assunção e o vereador de Salvador, Gilmar Santiago.

Entretanto, o desgaste que a sigla tem enfrentado ultimamente com casos de corrupção no cenário nacional e a crise econômica que a gestão da presidente afastada Dilma Rousseff vivenciou teriam manchado a imagem de tal forma que já deve sentir os efeitos nas urnas neste ano. Por isso, a cúpula do partido não descarta compor chapa com aliados como PSB ou PCdoB, como assinalou Everaldo Anunciação à reportagem recentemente. “Nós nos sentiríamos representados por Lídice da Mata, uma candidata mulher e que tem história de vida. O PT já formou chapa majoritária com o PSB e faríamos isso de novo”, afirmou.

Na mobilização voltada para as eleições municipais deste ano na Bahia, o PT terá atividades a partir desta sexta. No auditório da União dos Municípios da Bahia (UPB), acontece um encontro com prefeitos e presidentes de associações regionais e consórcios municipais para discutir conjuntura e eleições de 2016. No turno da tarde, a executiva do partido se reúne com presidentes municipais do partido das 35 maiores cidades baianas e com pré-candidatos já definidos. À noite, o PT lançará a campanha para arrecadação financeira em jantar no restaurante Sal e Brasa.

Neste sábado (21), o diretório se reúne para discutir a resolução política e de tática eleitoral para a disputa municipal deste ano, ato que terá a presença do ex-ministro Jaques Wagner. Haverá também oficina de preparação para pré-candidatos, realizada em parceria com a Escola Nacional de Formação Política do PT. Extraído na íntegra da Tribuna da Bahia.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios