Operação da PF joga ‘cortina de fumaça’ na relação da Propeg com o DEM, critica Solla

Postado em out 5 2016 - 5:28pm por Jornal da Chapada
solla

O deputado federal Jorge Solla | FOTO: Jornal da Chapada |

A Operação Hidra de Lerna, realizada pela Polícia Federal na manhã da terça-feira (4), com invasão à sede do Partido dos Trabalhadores, no bairro do Rio Vermelho, foi duramente criticada pelo deputado federal Jorge Solla (PT), durante pronunciamento no plenário da Câmara dos Deputados.

Para o parlamentar, a ação conjunta da PF na sede do PT e na Propeg foi uma forma orquestrada para jogar uma cortina de fumaça e esconder as íntimas e antigas relações da agência de publicidade com o carlismo.

“Para quem não conhece, a Propeg é uma agência de publicidade tradicionalmente envolvida com o carlismo na Bahia. Tradicionalmente ligada à família do prefeito Golpinho, de Salvador. Para embaçar a apuração contra a Propeg, invade a sede do PT sem nenhuma ligação entre a Propeg e o Partido dos Trabalhadores”, criticou Jorge Solla.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.