#Salvador: Elomar participa do “Conversas Plugadas” e lança livro no TCA

Postado em nov 22 2016 - 7:02pm por Jornal da Chapada
elomar

A presença de Elomar como convidado do “Conversas Plugadas” é uma rara oportunidade para os seus admiradores conhecerem os pontos de vista desse artista baiano | FOTO: Reprodução/Secult |

O cantor, compositor e escritor baiano Elomar, conhecido nacional e internacionalmente como um trovador que reúne em seu trabalho a cultura ibérica no Brasil, reencontra o seu público em grande estilo no Teatro Castro Alves, como convidado do projeto “Conversas Plugadas”, no dia 25 de novembro, sexta-feira, às 18h30, no Foyer do TCA. O acesso é gratuito, sujeito à lotação do espaço, e com senhas distribuídas uma hora antes do evento.

Logo após o bate-papo, que será mediado pelo secretário de Cultura, Jorge Portugal, e pelo reitor da UFBA, João Carlos Salles, o artista participará de uma sessão literária, lançando o seu segundo livro, “A Era dos Grandes Equívocos”, uma espécie de ensaio, num gênero inaugurado pelo autor, Mão de Prosa, que começou a ser escrito em 2004, no qual Elomar, sem qualquer intenção política ou mesmo conotação religiosa, parece ter vaticinado o atual cenário vivido no Brasil e pelo Brasil.

No dia seguinte, 26, sábado, às 20h, o artista sobe ao palco do TCA com o espetáculo inédito em Salvador, “Concerto Pluro”, apresentando-se ao lado da Camerata Caleidoscópio, formada por seu filho, o violonista e maestro João Omar, e os músicos Elena Rodrigues e Marcos Roriz.

A presença de Elomar como convidado do “Conversas Plugadas” é uma rara oportunidade para os seus admiradores conhecerem os pontos de vista desse artista original num debate sobre os “Equívocos do Século XX”. Prestes a completar 79 anos de idade (ele nasceu no dia 21 de dezembro de 1937, em Vitória da Conquista, BA), Elomar Figueira Mello possui uma obra de caráter erudito com escrita sinfônica e operística reconhecida como uma das mais representativas das culturas dos sertões do Brasil, já tendo encerrado seu cancioneiro depois de 30 anos de dedicação, ele gravou cerca de sessenta composições, mas algumas permaneceram inéditas.

Avesso à exposição na mídia para a divulgação do seu próprio trabalho, Elomar prefere a vida reclusa da fazenda, longe das grandes metrópoles, criando bodes, como o que inspirou o cartunista Henfil ao criar um personagem, o bode Orelana. Foi em 1990 que ele gravou o festejado disco “Elomar em Concerto”, acompanhado pelo Quarteto Bessler-Reis. Entre suas composições mais conhecidas estão “Clariô”, “O Violeiro”, “Arrumação” e “O Peão na Amarração”.

O projeto “Conversas Plugadas” foi criado há nove anos pelo Teatro Castro Alves, com apoio da Secretaria de Cultura (Secult/BA) e Fundação Cultural do Estado da Bahia, com o objetivo de promover o intercâmbio entre a sociedade e profissionais de grande excelência no campo das artes. As informações são da Secult.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.