#Brasil: Ex-ministro da Cultura grava conversações com Temer, Geddel e Padilha

Postado em nov 25 2016 - 9:42am por Jornal da Chapada
foto

Geddel queria a liberação da construção de 30 andares numa área histórica de Salvador | FOTO: Reprodução/VioMundo |

A Polícia Federal (PF) confirmou ao Ministério da Justiça que o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero realizou gravações das conversas com o presidente Michel Temer, Geddel Vieira Lima e Eliseu Padilha, ambos do PMDB, onde lhe era pedido para que um empreendimento imobiliário em Salvador, o La Vue, tivesse suas obras liberadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan), sob controle de, então, sua pasta.

Geddel queria a liberação da construção de 30 andares numa área histórica de Salvador. Calero defendia a posição que autorizava a construção de 13 pavimentos. Quem conversou com Temer ouviu o seguinte: ele teria sugerido o envio do caso à Advocacia Geral da União (AGU) depois de Calero ter dito que não tomaria uma decisão sobre o caso.

Segundo essa argumentação, quando há embates entre ministérios e órgãos do governo a respeito de uma política pública ou de uma autorização federal, é natural que se peça um posicionamento à AGU. A oposição já ensaia uma articulação para pedir o impeachment de Temer. Aliados de Temer defenderam o presidente, sustentando que ele não pressionou Calero e não tem o hábito de agir assim. Com informações do Bocão News.

Leia também:
Geddel não resiste crise e entrega carta de renúncia ao presidente Temer; veja aqui
Ex-ministro afirma à PF que foi pressionado por Temer no caso Geddel, diz jornal

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.