CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal

Chapada: Vereadores de Boa Vista do Tupim voltam a cobrar melhorias para a saúde e educação

boa1
Oposicionistas criticam aulas embaixo de árvores em escolas do município | FOTO: Montagem do JC/Divulgação |

A situação dos setores de saúde e educação no município de Boa Vista do Tupim, na Chapada Diamantina, foi questionada por vereadores oposicionistas na sessão da Câmara da última segunda-feira (27). Na área da educação, foi denunciado que há diversas escolas sem aulas, sendo a unidade do assentamento Bom Jesus um exemplo. Além disso, foi questionado o porquê de estarem acontecendo aulas embaixo de árvores, dos transportes escolares estarem superlotados, ou haver falta de combustível para os ônibus. Os edis relataram que está ocorrendo descaso com os professores que foram transferidos para a zona rural.

Segundo relatório, feito pelos educadores e encaminhado para a Câmara Municipal, o transporte é de péssima qualidade, não há casa de apoio e os professores que cumprem 20 horas de carga-horária viajam junto aos professores de 40 horas. “As comunidades da zona rural estão muito preocupadas em como a educação está sendo tratada nesse governo, com tamanha incompetência onde os alunos ainda não sabem como vão ficar suas vidas escolares”, destacou o vereador Thacio Reis (PT).

Saúde
Na saúde, os vereadores trouxeram denúncias vindas da população, como a reclamação da falta de medicamentos, tanto na farmácia básica, como na dos Programas de Saúde da Família (PSFs). Segundo a denúncia, não há luvas para realizar qualquer procedimento, faltam médicos e há reclamações em relação ao Centro de Atenção Psicossocial (Caps).

“Voltamos a ver em nossas ruas as pessoas pedindo ajuda e é preciso cobrar na Câmara para ver se tomam alguma atitude, tem uma senhora que há mais de 20 dias está com depressão pelas ruas da cidade, a família já procurou diversos órgãos e ninguém toma providência, isso é um absurdo!”, afirmou Neto do MST (PT), líder da oposição. O edil ainda cobrou ações na Agricultura.

educa
Situação do transporte escolar em Boa Vista do Tupim não agrada os vereadores de oposição | FOTO: Divulgação |

“O município decretou estado de calamidade, porém não está realizando atividades que ajudem ao agricultor a conviver com a seca que estamos passando. O ‘garantia safra’ até hoje ainda não resolveram e os agricultores não receberam seus recursos, com isso não puderam fazer limpeza de aguada, aração de terra, nada. Ou seja, a Secretaria de Agricultura não está ajudando os agricultores. Não disse ainda para que veio e precisamos chamar atenção sempre para isso”, afirmou Neto ao lembrar que a maior parte da população local está na zona rural e tira seu sustento da terra.

O vereador Caboré do Zuca (PSD) comemorou o retorno da ambulância para o povoado do Zuca. “Me sinto aliviado, pois cobrei incansavelmente o retorno dessa ambulância, pois uma conquista não se tira do povo assim”, falou o edil. O debate sobre a água do povoado da Macambira também entrou na pauta.

Os moradores da comunidade entraram com uma ação contra a prefeitura de Boa Vista do Tupim no Ministério Público, afirmando que a gestão estaria fornecendo água sem tratamento para a população. O vereador Olavo Santos de Oliveira (PCdoB) cobrou que o prefeito trate a água da população, afirmando que o custo é mínimo para o município. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios