#Salvador: Paulo Magalhães Jr. refuta retorno da lista fechada na reforma política

Postado em abr 12 2017 - 9:11am por Jornal da Chapada
paulo

Na ocasião, Paulo destacou a realização da audiência e parabenizou aos colegas pela iniciativa de rejeitar o voto em lista fechada | FOTO: Divulgação |

O vereador Paulo Magalhães Jr. (PV), presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal de Salvador (CMS) se posicionou, nesta terça-feira-feira (11), durante sessão na Casa, sobre a audiência pública ocorrida na última segunda-feira (10), e comandada pelo vereador Kiki Bispo (PTB), presidente da Comissão Especial da Reforma Política da CMS.

Na ocasião, Paulo destacou a realização da audiência e parabenizou aos colegas pela iniciativa de rejeitar o voto em lista fechada. “Eu quero destacar a grande audiência publica realizada ontem pela manhã e que debateu a reforma política no que diz respeito ao implemento da lista fechada e tantas outras modificações que foram veementemente refutadas pela maioria dos vereadores dessa Casa, que não concordam com essa forma antidemocrática de fazer política”, disse o vereador.

Magalhães também comentou sobre o momento difícil em que vive a atual conjuntura política do país e criticou as propostas de reforma, lembrando que a situação em que o Brasil vive hoje já era prevista pelo ex-deputado Luis Eduardo Magalhães, falecido em 1998.

“Um momento em que o país vive hoje, é claro que as reformas se fazem necessário. O saudoso deputado Luis Eduardo Magalhães já dizia em 1996 que, ou o Brasil faria naquele momento as reformas política, tributaria e trabalhista ou o país estaria fadado a pagar. E foi efetivamente o que aconteceu”, lembrou o vereador, completando que “agora de uma forma açodada, num afogadilho de revisar as reformas para retirar o país do fundo do poço, estão reformas que não agradam a população e não resolverão os problemas do país”.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.