Chapada: Novo ensino médio é debatido em jornada pedagógica do Ifba de Jacobina

ascom

A iniciativa contou com a participação da professora do curso de graduação em administração do campus Salvador Lívia Simões | FOTO: Divulgação/Ascom |

Para discutir as novas perspectivas da educação técnica profissionalizante a partir das mudanças do ensino médio brasileiro e planejar o ano letivo de 2017, o Instituto Federal da Bahia (Ifba), campus de Jacobina, na Chapada Norte, iniciou na manhã da última segunda (17), no auditório da instituição, a VI Jornada Pedagógica. A iniciativa contou com a participação da professora do curso de graduação em administração do campus Salvador Lívia Simões. Ela informou que já há uma comissão formada por profissionais de vários campi para discutir como serão implantadas no Ifba as mudanças exigidas a partir da Lei 13.415/2017, que estabelece novas diretrizes e bases para o ensino médio no país. Os novos currículos deverão entrar em vigor até o período letivo de 2019.

Lívia, que foi pró-reitora de ensino do Ifba até o início de 2016, lembrou que desde 2014 a rede federal já vinha discutindo um novo currículo de ensino médio nos cursos técnicos integrados. Ela explicou que, com a reforma, o estudante que optar pelo ensino médio tradicional vai ficar preparado para ingressar no ensino superior. Já num curso técnico do Ifba, afirmou, além da preparação para entrar no ensino superior o estudante já sai com uma profissão. Uma das transformações é a redução da duração dos cursos técnicos integrados de quatro para três anos. Os campi Barreiras e Juazeiro já oferecem cursos com essa duração. De acordo com a diretora de ensino do campus Barreiras, Maria da Conceição Santos, a qualidade pedagógica foi mantida e o novo currículo foi construído ouvindo a comunidade local.

Em sua sexta edição, a jornada terminou nesta terça (18) com discussões sobre ações relacionadas a assuntos como registro de frequência dos alunos e fardamento escolar. Com o tema “O Ifba que queremos”, o evento anual reuniu em dois dias professores e técnicos-administrativos da instituição. A primeira jornada pedagógica no campus foi realizada em 2012. A diretora de ensino, Lucília Santa Rosa explica que cada jornada tem um propósito específico: a anterior trabalhou com a interdisciplinaridade e a atual escolheu o novo ensino médio. Ela reforçou que o Ifba apresenta como principal diferencial, medido nos resultados alcançados pelos alunos, a qualidade no ensino médio.

O diretor-geral, Epaminondas Macedo participou da jornada destacando que o Ifba, por ser uma instituição que existe desde o início do século 20, passou por diversos períodos e transformações e sempre foi relevante em sua atuação. O evento também contou com um momento cultural organizado pelo professor da Universidade do Estado da Bahia, Benedito Oliveira. Ele, que é ator e palhaço, declamou poesias de Chico Pedrosa e José Laurentino, além de cantar músicas de compositores como o baiano Waldeck Macedo, conhecido como Gordurinha. Mais informações: www.jacobina.ifba.edu.br.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.