CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

#Brasil: Dono de fazenda do caso ‘helicoca’ é preso por tráfico de drogas no Espírito Santo

fpoto
O caso do ‘helicoca’ foi registrado quase meia tonelada de cocaína. Dessa vez a droga somava 250 quilos e seria enviada para a Espanha | FOTO: Montagem do JC | 

O dono da fazenda onde o helicóptero dos Perrella pousou com cocaína, em Afonso Cláudio, região Serrana do Espírito Santo, em 2013, foi um dos setes presos por tráfico de drogas na última quarta-feira (6), no Porto de Vila Velha, Grande Vitória, em uma operação da Polícia Federal (PF). “Nesse caso de 2013, teve envolvimento com um helicóptero que era de um político e isso tumultuou um pouco aquela investigação e aquele caso. Por conta disso, algumas pessoas ficaram soltas. Mas o fato é que de 2013 para cá, quatro anos depois, conseguimos prender esse indivíduo porque ele estava no galpão, na hora da colocação da droga”, explicou delegado-chefe da Delegacia de Repressão a Drogas da Polícia Federal, Leonardo Damasceno.

Durante a operação, a PF apreendeu cerca de 250 kg de cocaína, escondida no interior de um contêiner com carga de milho. A droga seria enviada para a Espanha e valeria cerca de US$ 17 milhões. “É uma atividade altamente lucrativa e eles se arriscam em fazer isso aí”, disse o delegado. Segundo a PF, o grupo era formado pelo dono da fazenda e portuários, que facilitavam o transporte da droga pelo terminal de contêineres de Vila Velha, e dois homens, um do Rio de Janeiro e do Mato Grosso do Sul.

“A gente teve algumas apreensões esse ano no local, que chamou a atenção para a utilização do nosso porto para a exportação de cocaína. Começamos a apurar pessoas que poderiam ter envolvimento com essa atividade, semana passada nós estávamos acompanhando uma dessas pessoas, quando ele se encontrou com um indivíduo que já era conhecido da delegacia, que já foi indiciado e responde. Um indivíduo que teve envolvimento no caso famoso do helicóptero”, explicou o delegado.

Os trabalhadores do porto que participavam do esquema davam informações privilegiadas para que o transporte das drogas fosse feito. “Houve troca de dinheiro, vários encontros, esses indivíduos desviaram um contêiner que deveria ter ido para o terminal de Vila Velha, mas foi levado para um galpão, onde o lacre foi rompido e colocado a droga dentro. Depois disso, eles usaram um lacre clonado para levar o contêiner de novo”, completou.

A PF ainda não sabe dizer há quanto tempo a quadrilha agia, mas essa apreensão consolida o Espírito Santo como principal rota de exportação de cocaína no Brasil. A polícia disse ainda que não divulga o nome dos indivíduos. Os presos foram encaminhados para o Sistema Penitenciário Estadual e o flagrante foi encaminhado para a Justiça Federal, em Vitória. As informações são do G1BA.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios