Valmir considera “espalhafatosa” a ação contra Wagner e Dauster: “É mais um ato do golpe”

Postado em fev 26 2018 - 2:40pm por Jornal da Chapada
valmir

O deputado federal Valmir Assunção defende o ex-governador Jaques Wagner | FOTO: Magno Romero |

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) emitiu nota, nesta segunda-feira (26), e considerou como “espalhafatosa” a ação da Polícia Federal (PF) contra o ex-governador e atual secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner, e contra o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster. Para Assunção, o Brasil passa por um momento crucial na sua história “e fica cada vez mais nítido que a estratégia dos setores conservadores é única e exclusivamente destruir o PT, suas lideranças e movimentos sociais”.

“A fórmula é a mesma de sempre, setores da justiça e da polícia alinhados com o projeto político conservador operam por dentro das instituições do Estado Brasileiro, e com maciço suporte midiático dos grandes meios de comunicação para destruir a imagem de todas as lideranças políticas que representam o nosso projeto. Prova disso é que o canal de televisão de propriedade do grupo adversário do PT na Bahia chegou ao local da ação antes mesmo da Polícia Federal”, frisa o parlamentar.

Valmir ainda aponta que a Fonte Nova foi o estádio mais barato de todos feitos para a Copa do Mundo do país, mesmo tendo que ser totalmente demolido e reconstruído. “É assim há anos e anos com o presidente Lula, e agora com qualquer dos nomes que apareçam como possíveis candidatos do PT à Presidência da República. Neste momento turbulento onde a democracia está no chão é preciso que a esquerda se organize para atravessar a conjuntura”, completa.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.