#Bahia: Prefeitura de Ipirá não fará festa para celebrar a emancipação política do município

Postado em abr 19 2018 - 1:22pm por Jornal da Chapada
capa

Para não realizar uma festa pífia, o prefeito Marcelo Brandão preferiu concentrar esforços para realizar a Expo Ipirá, Exposição Agropecuária que acontecerá de 1º a 3 de junho | FOTO: Divulgação/VR14 | 

A cidade de Ipirá não terá festas em comemoração aos 163 anos de emancipação política do município, que acontecerá na próxima sexta-feira (20). A afirmação foi feita pelo prefeito Marcelo Brandão (DEM), na última quarta-feira (18). Ainda segundo o prefeito, a falta de festejos é em decorrência dos altos gastos com o fornecimento de água, feito através de carros-pipas para abastecer a população do interior no município. “Temos que fazer economia”, disse Brandão. Para não realizar uma festa pífia, ele preferiu concentrar esforços para realizar a Expo Ipirá, Exposição Agropecuária que acontecerá de 1º a 3 de junho.

No ano passado, mesmo com o município em estado de emergência e com uma estiagem em sua fase mais aguda, o prefeito Marcelo realizou uma micareta que superou todas as expectativas de gastos, mas não teve o retorno financeiro desejado. Na festa passaram artistas de renome nacional, como Bell Marques, Nave Louca, Bahia Show, Jammil, Fofokaê, 5 Segundos, Psirico, Filhos de Jorge e Bahia Show. A arrecadação anual do município foi de 129 milhões de reais. Este ano, em que Ipirá completa 163 anos, a expectativa do comércio, bares e ambulantes acabou sendo frustrada com o comunicado do gestor. De acordo com informações, para marcar a data na sexta (20), será instalado um “outdoor comemorativo e realizada alvorada”.

História
No ano de 1855, pela Resolução Provincial n° 520, de 20 de abril de 1855, com o topônimo de Santana do Camisão, em homenagem a sua antiga referência, passando à categoria de Vila, por congregar mais outras freguesias como as de Baixa Grande, Mundo Novo e Serra Preta. Ipirá foi “Povoado do Camisão”, “Freguesia de Sant’Ana do Camisão”, “Vila de Sant’Ana do Camisão” até 20 de julho de 1931 – pelo Decreto n° 7.521, de 20 de julho de 1931, passando a chamar-se Ipirá. Jornal da Chapada com informações do site Caboronga Notícias.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.