CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo

#Brasil: Acidente doméstico é principal hipótese para o incêndio do prédio em SP; 44 estão desaparecidos

foto
O prédio de 24 andares servia de moradia para cerca de 150 famílias | FOTO: Paulo Pinto/Fotos Públicas |

A principal linha de investigação, revelada nesta quarta (2) pelo secretário de Segurança Público do Estado de São Paulo, Mágino Alves, é que houve um acidente doméstico, causado pela explosão de um botijão de gás ou de uma panela de pressão. Esta é a principal hipótese para o incêndio ocorrido na madrugada de terça (1º) no edifício Wilton Paes de Almeida, que desabou, no Largo do Paissandu, no centro de São Paulo. O prédio de 24 andares servia de moradia para cerca de 150 famílias.

“A primeira linha de investigação é que foi provavelmente um acidente doméstico. É o que se fala até agora. Uma briga de casal também ocorreu. Mas parece que também ocorreu um acidente doméstico. Parece que uma explosão de botijão ou de uma panela de pressão. Isso vai ser apurado no seu devido tempo”, disse Mágino.

O fogo começou por volta das 1h30 da terça, espalhando-se rapidamente até o desabamento do prédio, que ocorreu por volta das 3 horas. O Corpo de Bombeiros atendeu ao chamado pouco depois do início do incêndio, que também atingiu o prédio ao lado e uma igreja luterana inaugurada em 1908. Segundo informou o tenente Guilherme Derrite, porta-voz dos Bombeiros, à BBC Brasil, na manhã desta quarta-feira (2), dos 317 moradores que estavam cadastrados no prédio, 44 estão desaparecidos.

“Com base no cadastro de assistência social da prefeitura, a informação oficial é que há 317 moradores cadastrados e que, desses, 44 ainda não se apresentaram. Não se sabe o paradeiro deles”, afirmou Derrite. Mas isso não significa que estas pessoas estejam embaixo dos escombros, ou que estavam na hora do desabamento do prédio. Por isso, os bombeiros trabalham com uma vítima desaparecida nos escombros, que é o homem identificado como Ricardo, que aparece no vídeo quando o bombeiro tentava resgatar, exatamente na hora que o prédio desabou.

Em transmissão ao vivo pelo Facebook, a partir do local, o tenente disse que “os bombeiros estão realizando o processo de resfriamento dos escombros e a retirada manual desses escombros, porque há esperança de que haja pessoas com vida debaixo deles”. O edifício Wilton Paes de Almeida foi inaugurado em 1968 e estava abandonado havia 17 anos. No passado, foi sede da Polícia Federal e abrigou uma agência do INSS. De lá para cá, foi ocupado diversas vezes. Jornal da Chapada com informações da Agência Brasil e da BBC.

Leia também
#Vídeo: Prédio desaba em São Paulo durante incêndio; Bombeiros usam cães para procurar vítimas

Vídeos

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios