“Brasil não pode se ajoelhar diante do fascismo”, diz Suíca durante atividade em Salvador

Postado em out 3 2018 - 2:37pm por Jornal da Chapada

O candidato a deputado estadual Luiz Carlos Suíca durante atividade em Salvador | FOTO: Divulgação |

O candidato a deputado estadual, vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT), reuniu a militância para cumprir mais um ato de campanha em Salvador, na última terça-feira (3), e, dessa vez, criticou o avanço do conservadorismo e disse que “o país não pode ceder a pressões das forças hegemônicas”. Em atividades nos bairros de Itacaranha e Pau da Lima, Suíca destacou que os ataques contra o PT e contra o ex-presidente Lula se acentuaram nessa reta final de campanha para favorecer o conservadorismo e para tentar quebrar o crescimento do candidato a presidente Fernando Haddad (PT).

“Brasil não pode se ajoelhar diante do fascismo. Estão polarizando uma eleição onde a maioria quer um governo popular e não que a ditadura volte a assombrar nossas vidas. Isso pode levar o país para a beira do abismo, um retrocesso ainda maior que esse governo golpista de Michel Temer [MDB]. Não podemos aceitar isso, a sociedade precisa entender que não se trata de posições ideologias apenas, se trata de disseminar ideais neonazistas, que reforçam o preconceito, o racismo, a homofobia e a misoginia”, aponta Suíca. Ele defende o povo como principal beneficiando das políticas estatais.

Ao lado de lideranças sindicais e comunitárias, o parlamentar petista ainda destacou que a luta é para retomar a democracia e que o caminho é a eleição direta. No entanto, Suíca destaca que as melhores propostas para o povo pobre são do PT, e que o candidato a presidente Haddad, com o apoio de Lula, vai para o segundo turno com vantagem e vencerá qualquer adversário. “Pesquisa representa o momento em um recorte do país. Continuo com a teoria que o Nordeste será decisivo mais uma vez e vamos vencer o pleito no segundo turno”, completa.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.