CidadesCulturaCuriosidadesMenu Principal

Chapada: Festa de Senhor dos Passos é encerrada com grande procissão no município de Lençóis

Uma festa que une poder público, sociedade e religiões em prol da celebração da cultura, da identidade e da fé | FOTO: Montagem do JC/Lucas Miranda |

Muitos conhecem Lençóis, principal porta de entrada para a Chapada Diamantina, por seus rios e cachoeiras, mas no sábado, dia 2 de fevereiro, foi um mar de gente que chamou a atenção de todos por tomar as principais ruas da cidade em uma belíssima procissão em homenagem ao dia de Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos – que reuniu moradores e visitantes, além de vários grupos culturais. A programação do dia 2 começou pela manhã com uma Missa Campal celebrada em frente a igreja que leva o mesmo nome do santo pelo bispo da Diocese de Irecê, Dom Tommaso Cascianelli.

Romeiros de várias cidades da Chapada Diamantina, entre elas Seabra, Iraquara, Andaraí, Souto Soares e Boninal chegaram cedo a Lençóis para participar da festa e se uniram aos moradores locais, além de muitos parentes e familiares que todos os anos voltam a Lençóis para prestigiar a novena. Completaram o cortejo, a Phylamônica Lyra Popular de Lençóis, Marujada Barca em Rios de Lençóis, as Baianas de Lençóis e o grupo Terno dos Três Reis Magos de Gamelas (Andaraí).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uma grande novidade da Festa de Senhor dos Passos deste ano, foi a restauração da imagem do santo, a primeira desde que foi trazida a Lençóis em 1852. Os fiéis interessados em conduzir Senhor dos Passos foram inclusive orientados sobre como proceder para proteger a imagem de fortes impactos e oscilações. O restauro, fruto de uma parceria entre IPAC e SUM, foi iniciado em agosto de 2018 e concluído em janeiro deste ano. Um altar restaurado também será entregue à Paróquia nos próximos meses.

Esta foi a 167ª Edição da Festa do Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos. Esta tradição com história singular caminha para ser registrada como patrimônio cultural imaterial brasileiro. Uma manifestação popular que contou com nove dias – de 23 de janeiro a 2 de fevereiro – com programação religiosa, cultural, esportiva e de entretenimento em homenagem ao santo padroeiro dos garimpeiros. Na avaliação do Comandante da 42 CIPM, Major Ubiracy Muniz, predominou a paz e a tranquilidade. “Foi uma festa movimentada e tranquila em comparação aos anos anteriores”, completou Muniz. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas