Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal

Chapada: Prefeita de Nova Redenção amplia diálogo e visita Casa dos Estudantes após reforma em Salvador

Com a reforma, o local aumentou o número de vagas destinadas para os estudantes concluintes do ensino médio na cidade chapadeira | FOTO: Divulgação/Ascom |

A prefeita de Nova Redenção, na Chapada Diamantina, Guilma Soares (PT), juntamente com o líder político Ivan Soares, visitaram a Casa dos Estudantes do município, localizada na cidade de Salvador, após a conclusão das obras de reforma e ampliação da residência. Com isso, o local aumentou também no número de vagas destinadas para os estudantes concluintes do ensino médio na cidade chapadeira. Ivan colocou a casa de estudantes como entidade emblemática depois do despejo sofrido.

“Reerguemos a casa, ampliando o número de vagas, e criando estrutura digna para que os estudantes estudem e alcancem seus objetivos. A Casa dos Estudantes é um instrumento importante para abrir oportunidades e novos caminhos para a juventude da nossa terra”, afirmou Soares. A reforma e ampliação da casa dos estudantes foi uma das promessas da gestão, que sempre se preocupou em assegurar o acesso dos jovens à cursos técnicos e de graduação de qualidade. Foi realizada uma roda de conversa entre a gestão e os atuais moradores da casa, destacando com isso a importância do local para cada um dos estudantes recém-ingressos e demais integrantes.

A prefeita Guilma destacou a importância da Casa de Estudantes na vida de cada um. “A oportunidade que cada integrante está tendo, uma vez que o maior bem que uma pessoa pode ter é a educação”, disse. Com a conclusão das obras de reforma e ampliação do prédio da residência, foi possível oportunizar o ingresso de mais de 20 novos estudantes. Foram disponibilizados mais três beliches e seis colchões para atender aos novos estudantes que já se encontram na residência estudantil.

Também foi criada uma comissão dos estudantes para transformar a Associação Redençoense dos Estudantes (ARE) em uma entidade de utilidade pública, para depois inserir no orçamento municipal os recursos para mantê-la. Isso para quando houver algum gestor que não queira sua manutenção, a ARE possa permanecer por força de lei. A prefeita concluiu falando “que gastos com a educação não são gastos, e sim investimentos para o município. É através da educação que se muda uma vida, o futuro de cada um”, finalizou. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios