CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal

Chapada: Seminário na área de computação movimenta o Ifba de Jacobina e reúne estudantes e profissionais

O coordenador do curso, prof. Yuri Wanderley, lembrou o histórico do Ifba enquanto instituição pública e a integração à Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica | FOTO: Divulgação |

Esta semana o campus do Ifba de Jacobina, na Chapada Norte, recebeu o primeiro Seminário de Integração da Licenciatura em Computação, que, além de recepcionar os mais novos estudantes do nível superior, promoveu a troca de experiências entre recém-chegados e veteranos, docentes e técnicos da área, por meio de mesas-redondas, palestras e rodas de compartilhamento. A abertura do evento ocorreu na última segunda (15), no auditório do campus. No embalo da poesia, a mestra de cerimônia (pedagoga Indaiara da Silva) deu as boas-vindas ao público.

Em seguida, o grupo musical “Nóis Mês”, composto pelos professores Angevaldo Maia, André Lima, Cristian Lins, Fagner Delazari e Frederico Zogheib, animou a plateia com canções do pop rock e da MPB. Na solenidade de abertura, o prof. Ricardo Mesquita, diretor eleito, compartilhou sua satisfação em ver o auditório cheio no turno da noite e aproveitou para esclarecer sobre o processo de transição para ocupação do cargo. Citou, ainda, as potencialidades do Ifba no âmbito do ensino, da pesquisa e extensão.

Na sua fala, o diretor de ensino, Andson Rocha, parabenizou os ingressantes e formandos, bem como toda a equipe docente e técnica envolvida na organização do evento, opinião corroborada pelo coordenador do curso, prof. Yuri Wanderley. “Integrar também é aprender, é cultura, é formação, é conhecer a nossa casa!”, disse Andson. Na mesa de abertura, mediada pela docente Carla Côrte, que será professora da disciplina história da computação, “A Licenciatura em Computação: currículo e formação, desafios e oportunidades” foi o foco do debate.

O coordenador do curso lembrou o histórico do Ifba enquanto instituição pública e a integração à Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. O perfil dos cursos técnicos e superior ofertados pelo Campus Jacobina também foi citado, por meio da projeção de slides com tópicos explicativos, além de fotos de docentes e discentes, bem como da estrutura física do campus.“Agora vocês terão a oportunidade de continuar dando vida a esta instituição! O Ifba abre as portas e as janelas para vocês pularem pelo mundo”, disse Yuri.

Diferenças entre o curso em formato de bacharelado e licenciatura ainda foram pontuadas. “Além do conhecimento técnico em computação, o licenciando lida com pessoas”, disse. Para finalizar sua participação, o professor também se inspirou na poesia, mencionando a expressão sul-africana Ubuntu: “Eu sou porque somos, sigamos juntos nesta caminhada que se inicia”. Na sequência, a docente substituta Valéria, egressa da licenciatura no IFBaiano, compartilhou as dificuldades da sua formação e as possibilidades do Programa de Iniciação à Docência (Pibid).

Ela ainda rememorou o debate ocorrido durante a Jornada Pedagógica do Campus Jacobina quanto à atuação dos bacharéis nas licenciaturas como oportuno para a discussão. O licenciando Gustavo destacou o conhecimento crítico no uso dos equipamentos e softwares, citando a experiência no estágio, em evento científico e projeto de extensão no campo da inclusão digital como momentos que abriram sua mente. “Nosso curso é muito mais do que achamos no começo!” Estudantes do ensino técnico (integrado e subsequente) em informática do Ifba também marcaram presença no evento.

Na noite da última terça (16), foi a vez das orientações acadêmico-científicas e das rodas de compartilhamento, que trataram de temas diversos, como estágio supervisionado, representação estudantil, atividades culturais e programas de apoio ao discente. Na quarta-feira (17), estiveram em evidência projetos de pesquisa e extensão, o passo a passo para participação em eventos e a elaboração dos trabalhos de conclusão de curso. O encerramento ficou por conta da Banda Lady Rock, da qual o técnico dos laboratórios de informática, Hélder Oliveira, é vocalista. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas