#Brasil: Repórter da Record é afastado por acusação de assédio de 12 mulheres

Postado em maio 25 2019 - 5:25pm por Jornal da Chapada

Gérson de Souza deve ficar afastado até dia 10 de junho, quando entra de férias | FOTO: Divulgação |

O repórter Gérson de Souza, um dos mais antigos da Record, foi afastado da emissora, na última sexta-feira (24), por acusação assédio a 12 mulheres com quem trabalhava. Segundo o Notícias da TV, o jornalista apareceu na redação do Domingo Espetacular pela manhã e logo foi embora. Ainda conforme a publicado, Souza deve ficar afastado até dia 10 de junho, quando entra de férias.

A emissora só definirá o futuro do repórter após encerramento das investigações policiais. Duas jornalistas compareceram à delegacia, na quinta-feira (23), e informaram que sofreram assédio sexual por parte de Souza. De acordo com portal de notícias, mais dez mulheres o denunciaram à Polícia Civil de São Paulo, na manhã de hoje, e o inquérito foi instaurado.

As jornalistas informaram que Souza as importunava no ambiente de trabalho com beijo roubado, palavras e expressões obscenas. Algumas das vítimas relataram que foram tocadas nos seios e na cintura. No entanto, Gérson de Souza nega as acusações e alega que está sendo vítima de revanchismo de uma produtora com quem teve um desentendimento de trabalho. Jornal da Chapada com informações do site BNews.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.