Chapada: Conheça um pouco da história de Rio de Contas, a primeira cidade planejada do país

Publicidade
Postado em maio 25 2019 - 9:23pm por Jornal da Chapada

O município viveu, na segunda metade do século XVIII, uma época de grande prosperidade econômica | FOTO: Montagem do JC/Reprodução |

Rio de Contas, localizada na região da Chapada Diamantina, foi a primeira cidade planejada do Brasil, criada por Provisão Real em 1745. O município preserva o traçado antigo, apresentando praças e ruas amplas, igrejas barrocas, monumentos públicos e religiosos em pedra e o casario em adobe. Escravos alforriados que se instalaram na margem direita do Rio de Contas Pequeno, atual Rio Brumado, foram os primeiros habitantes da região.

Em pouco tempo se formou o povoado denominado ‘Pouso dos Crioulos’. No início do século XVIII, com a chegada de bandeirantes interessados em novas regiões de exploração do ouro, um novo arraial (hoje chamado de Mato Grosso) foi fundado, atraindo mais pessoas para a região. Também nessa época chegaram os padres jesuítas.

Em 1746, o ‘Pouso dos Crioulos’ passou a chamar-se ‘Vila Nova de Nossa Senhora do Livramento das Minas do Rio de Contas’, nome herdado da transferência de uma vila vizinha que, devido a constantes enchentes, sofria de uma epidemia da ‘febre de mau caráter’. Na segunda década do século XVIII, o bandeirante Sebastião Pinheiro da Fonseca Raposo Tavares descobriu ouro no local, iniciando um ciclo que marcou a história da região, fazendo com que o povoado prosperasse rapidamente.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Rico em ouro de aluvião, o município viveu na segunda metade do século XVIII uma época de grande prosperidade econômica. As tradicionais famílias importavam da Europa peças de uso pessoal e de decoração e, numa celebração à abundância, pó de ouro era lançado nos Imperadores e Rainhas durante as procissões da festa do Divino Espírito Santo. Também são desta época os casarões em estilo colonial, hoje tombados pelo patrimônio.

Em 1745 dá-se a transferência de uma antiga vila (a de Nossa Senhora do Livramento de Minas do Rio de Contas) para o novo sítio, surgindo então a Vila Nova de Nossa Senhora do Livramento de Minas do Rio de Contas. Toda esta prosperidade decaiu já por volta de 1800 com a escassez do ouro, e agravou-se com a descoberta de diamantes na Chapada Diamantina quatro décadas depois.

Grande parte da população de Rio de Contas que havia fundado a cidade transferiu-se para Mucugê em busca de novas riquezas. A vila foi elevada à cidade em 1885. É um atual polo ecoturístico da Bahia. Foi cenário do filme ‘Abril Despedaçado’ do diretor Walter Salles. Jornal da Chapada com informações do site skykrapercity.com.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.