AssessoriaCidadesCulturaCuriosidadesEducaçãoMenu Principal

Chapada: Artista plástico de Wagner é um dos selecionados pelo projeto ‘Se Mostra Interior’ da Funceb

Cisio Lima é um dos seis selecionados do interior do estado que estampa a capa da programação mensal do Teatro Gamboa Nova em Salvador | FOTO: Montagem do JC/Funceb |

Quando entra setembro é sinal de que o Mandacaru vai ‘fulorar’ na primavera nordestina! Ao menos é assim que está circulando no catálogo do Teatro Gamboa Nova deste mês, estampado com ilustração do artista plástico wagnense Cisio Lima, través projeto “Se Mostra Interior”, parceria entre a Fundação Cultural do Estado da Bahia e o Teatro Gamboa Nova.

Natural do município de Wagner, localizado na Chapada Diamantina, Tarcisio Cruz Lima encontrou uma forma carinhosa e artística de imprimir sua imagem no mundo como Cisio Lima. Ele é neto de Ranulfo Souza Lima, artista autodidata reconhecido no município: “da pintura ao teatro, meu avô trabalhava com diversas artes, o que se tornou uma verdadeira inspiração para mim”.

Pintura, fotografia e escultura sempre estiveram ao redor do artista, que acompanhava a mãe e o avô pelos caminhos das artes no interior. Ainda jovem, entre os 10 e 12 anos, Cisio usava lápis e grafite para dar forma, cor e estilo às imagens que lhe vinha à cabeça. Cursou Artes Plásticas na Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia (EBA/UFBA), onde conheceu duas grandes paixões: pintar com carvão e tinta acrílica.

Sua técnica foi se aprimorando, versando entre pintar telas a carvão, acríllica e aquarela, quando se deparou com uma questão: “você olha uma tela de Salvador Dalí, de Van Gogh ou de Leonardo Da Vinci e você reconhece o autor facilmente. Eu olhava para minhas obras e não conseguia encontrar algo que trouxesse meu diferencial”, relata Cisio.

Essência artística
Depois de dez anos em Salvador, Cisio retornou a Wagner para encontrar o que ele chama de essência artística. Foi observando as cenas do interior que o artista chegou à tela “Mandacaru quando flora lá na seca”, que retrata o desabrochar da flor da planta que é disseminada no semiárido do Nordeste.

“Pintar as belas cenas nordestinas foi uma forma que encontrei de valorizar minha arte e minha região”, descreve Cisio. O artista já realizou exposições individuais nos municípios de Utinga, Wagner e Salvador, além de participar de exposições coletivas. Suas imagens ilustraram dois livros, “A bruxa de Itapuã”, publicado pela SegLivros (Bahia) e o “Escrevendo uma tela no meu quintal”, do escritor Dan Soal.

Não precisa esperar até o dia 23 de setembro, quando oficialmente começa a primavera, para ver a flor do Mandacuru. O projeto Se Mostra Interior, que selecionou seis obras de artistas visuais do interior do estado para estampar a capa da programação do Teatro, adiantou essa beleza de Cisio.

“É com extrema alegria que recebi a notícia de participar do catálogo do Teatro Gamboa Nova. Conheci o espaço durante a graduação e queria desenvolver ações no local. Agora meu trabalho está sendo valorizado nestas páginas”, celebra o artista. Conheça mais do trabalho de Císio Lima através do Instagram e do Facebook. As informações são de assessoria.

Etiquetas
Mostrar mais

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Pular para a barra de ferramentas