CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica
Trending

Chapada: Motoristas de Itaetê pedem apoio para barrar lei que proíbe uso de transporte alternativo complementar

Para continuarem prestando serviços, motoristas de vans que circulam para as cidades Itaberaba, Feira de Santana e Salvador pediram apoio do prefeito de Itaetê, Valdes Brito, e do deputado federal Valmir Assunção.

Motoristas do município de Itaetê, na Chapada Diamantina, estão pedindo apoio da população para barrar a Lei 13.855/19, que aumenta a punição para transporte alternativo complementar. A nova lei foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro sem vetos e está prevista para entrar em circulação dia 8 de outubro.

Para continuarem prestando serviços, motoristas de vans que circulam para as cidades Itaberaba, Feira de Santana e Salvador pediram apoio do prefeito de Itaetê, Valdes Brito, e do deputado federal Valmir Assunção.

“Foi muito proveitosa nossa conversa, o prefeito e o deputado se empenharam ao máximo em nos ajudar. Essa medida do presidente é muito ruim, pois nós, pais de famílias, ficaremos desempregados e o comércio terá uma queda muito grande, pois somos nós que levamos os passageiros. Mas estamos formando uma associação para fazer uma cooperativa que irá nos ajudar mais”, explicou o motorista Izaulindo Souza, que atua no ramo há 13 anos.

“Eu necessito desse tipo de transporte. O Uber, por exemplo, conseguiram implementar aqui no Brasil. O que precisarem de mim, estou à disposição para ajudar os motoristas de Itaetê”, disse o deputado Valmir Assunção.

Já o gestor do município, fortaleceu a ideia de promover uma audiência pública. “O objetivo é ouvir a população e os profissionais que trabalham com esse tipo de transporte. Vamos fazer o possível para ajuda-los no que for preciso”, afirmou.

Segundo a lei, o transporte pirata, seja de ônibus ou van escolar sem autorização ou transporte remunerado de pessoas ou bens, passa a ser classificado de infração gravíssima, com multa (multiplicada por cinco, no caso do escolar) e perda de sete pontos na carteira de habilitação, além da remoção do veículo como medida administrativa. Com informações de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas