Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal
Trending

#Bahia: Candidato a vereador pelo PSB tem apenas 18 anos e disputa uma vaga na Câmara de Catu

Lucas Castelão participa da corrida eleitoral e é o mais jovem do Partido Socialista Brasileiro.

A candidatura de jovens, que querem atuar na política, tem sido uma realidade cada vez mais presente nos partidos políticos. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nas eleições de 2016, dos 58 mil vereadores eleitos na Brasil, 117 tinham 18 ou 19 anos; o que representava 0,2% do total de eleitos. No PSB da Bahia, Lucas Castelão, que é candidato a vereador de Catu, município localizado na Região Metropolitana de Salvador (RMS), tem 18 anos e afirma que um dos principais motivos para concorrer ao cargo de edil nas eleições de 2020 é pela “falta de representatividade jovem na Câmara de Vereadores”.

Lucas Santos Castelão é filho de Maria José, autônoma, e Almir Castelão, funcionário público, e tem quatro irmãs. Nasceu em Pojuca, em 2002, mas há 18 anos mora em Catu com sua família. Desde a sua adolescência, aos 12 anos, sempre teve a vida inclinada para os movimentos políticos, onde atuava como militante e ativista pela Educação e Juventude. Atualmente estuda o 4º ano do Ensino Médio Integrado ao curso de Técnico em Química e é pesquisador.

A falta de oportunidades para os jovens em sua cidade é um dos principais motivos que o despertou para ingressar na carreira política. “Entendo que a presença do jovem na política é a certeza de um futuro melhor, principalmente quando se leva em consideração às novas transformações que o Brasil e o mundo vem vivenciando, além da ausência de oportunidades que tem sido crescente e agravante para os jovens em Catu. Precisamos mudar essa realidade”, avalia Lucas Castelão.

Sua trajetória no PSB iniciou em 2015, quando se filiou à legenda municipal. Como o candidato a vereador mais jovem do PSB da Bahia, Castelão destaca algumas ações que pretende realizar com base em suas principais bandeiras de mandato, que são a Defesa da Educação e da Juventude, caso seja eleito.

“São com base nessas bandeiras, que construí, ao lado de várias pessoas, movimentos e coletivos, as minhas propostas de mandato, que são: A implantação do Programa Primeiro Emprego, a Abrangência do Curso Pré-Vestibular Gratuito, o Programa Mentoria Municipal, Cota Mínima para Músicos Catuenses em todos os eventos públicos na cidade, Programa Biblioteca Móvel, Parlamento jovem e entre outros”, concluiu o candidato a vereador de Catu. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios