CidadesCuriosidadesEditorialMenu PrincipalTop
Trending

#Bahia: SindilimpBA faz balanço das ações e destaca processos vencidos em favor da classe trabalhadora

"E estamos na frente não só nos direitos monetários, estamos também na defesa social e institucional contra o racismo ou qualquer injúria que venham sofrer”, destaca o vereador de Salvador, Luiz Carlos Suíca.

Mesmo com as dificuldades enfrentadas pela pandemia do novo coronavírus neste ano de 2020, o Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza do Estado da Bahia (SindilimpBA) manteve o comprometimento na luta pela categoria de trabalhadores e trabalhadoras de limpeza urbana e asseio e conservação e mais de 1.660 profissionais foram beneficiados com ações da entidade. Segundo a coordenadora-geral, Ana Angélica Rabello, nos últimos seis meses o SindilimpBA esteve à frente de 22 processos da Justiça do Trabalho, contra 12 empresas terceirizadas, reforçando a atuação e fortalecendo os trabalhadores que atuam incansavelmente na linha de frente, principalmente contra a covid-19 no estado baiano.

“Para um momento de crise sanitária que estamos enfrentando é uma vitória para o sindicato e principalmente para a classe de trabalhadores e trabalhadoras que enfrentam diariamente as adversidades. Saber que 22 processos foram vencidos é saber que estamos atuando no lado certo, o lado que não é valorizado pelo patronato, o lado de quem trabalha e, no final, recebe com atraso seus salários e benefícios e que muitas vezes nem recebem”, recorda Ana Angélica ao lembrar das lutas vividas em favor da categoria.

Para o vereador de Salvador e representante dos trabalhadores e trabalhadoras de limpeza urbana, Luiz Carlos Suíca (PT), que entra em seu terceiro mandato em defesa da categoria, o sindicato continuará sendo o maior aliado e instrumento de apoio jurídico para a classe. “Esse é o papel do sindicato, sustentar que nossos profissionais da limpeza e de asseio e conservação tenham seus direitos garantidos, bem como a segurança no enfrentamento desse vírus que já matou mais de 188 mil pessoas no país. E estamos na frente não só nos direitos monetários, estamos também na defesa social e institucional contra o racismo ou qualquer injúria que venham sofrer”, destaca Suíca. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios