CidadesCuriosidadesEditorialMenu PrincipalTop
Trending

#Bahia: Com piora do quadro clínico por causa da covid, situação do prefeito de Vitória da Conquista é tida como “irreversível”

Herzem foi reeleito prefeito de Vitória da Conquista em segundo turno, no dia 29 de novembro, e é um dos gestores municipais do país que apoiou e pediu votos para o presidente Bolsonaro.

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), de 72 anos, apresentou piora do quadro clínico e maior comprometimento das funções vitais, na manhã desta terça-feira (16), de acordo com publicação feita na rede social do prefeito. Por conta disso, a situação do gestor, que está internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, é “irreversível”, conforme revelou uma fonte ao site Informe Baiano.

Gusmão está internado há mais de três meses por causa de complicações da covid-19. Ele foi diagnosticado com Covid-19 em 7 de dezembro de 2020. Pouco mais de sete dias após a confirmação, ele precisou ser internado em Vitória da Conquista, por causa de complicações pulmonares. Em 26 de dezembro, o prefeito foi transferido para Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde segue em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Na última sexta-feira (12), o prefeito precisou ser intubado. De acordo com a publicação desta terça-feira, apesar de todas as medidas adotadas pela equipe médica para conter o avanço das complicações da doença, o quadro de saúde do prefeito é instável e muito grave.

Herzem foi reeleito prefeito de Vitória da Conquista em segundo turno, no dia 29 de novembro, e é um dos gestores municipais do país que apoiou e pediu votos para o presidente Bolsonaro. Por causa da doença, o gestor tomou posse do cargo em cerimônia virtual, feita do leito do hospital, no dia 8 de janeiro deste ano. A vice-prefeita, Sheila Lemos (DEM), está a frente da administração da cidade. Texto base do G1 com dados do Informe Baiano.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios