AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu PrincipalTop
Trending

#Bahia: Tutora morre e cachorro chora ao lado do caixão dela durante velório no município de Camaçari

"Estou impressionado com o desespero desse cachorro da família, parecendo que estava entendendo que a dona estava falecida, chorando como se fosse uma pessoa quando perde um ente querido, não queria deixar ninguém chegar próximo ao caixão", escreveu um amigo da família em rede social.

Um cachorro foi flagrado chorando enquanto acompanhava o velório da dona em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). ‘Toy’, como é chamado, estava sob os cuidados de Luzinete Diniz, que morreu após um infarto, desde que era filhote. A história foi registrada e compartilhada nas redes sociais por Jailson Almeida, amigo da família e dono da funerária.

“Estou impressionado com o desespero desse cachorro da família, parecendo que estava entendendo que a dona estava falecida, chorando como se fosse uma pessoa quando perde um ente querido, não queria deixar ninguém chegar próximo ao caixão”, escreveu ele na publicação feita horas após o enterro realizado no dia 28.

Luzinete Diniz, que morreu após um infarto | FOTO: Divulgação |

Para Jailson, a atitude do animal reforça o valor da amizade entre cães e humanos: “Nunca irei comparar a amizade e fidelidade de uma animal desse com a falsidade sentimental de certos tipos que chamamos de seres humanos, que choram, pintam e bordam, mas depois que chegam do cemitério vão tomar cachaça, fazer churrasco e dar muitas gargalhadas”, afirmou na rede social.

Ao G1, Jailson disse ainda que Luzinete e ‘Toy’ sempre tiveram uma grande amizade e que o cachorro inclusive acompanhava a idosa, que era Testemunha de Jeová, quando ela ia à igreja. “Ele levava ela para o Salão do Reino e esperava ela sair. Ia ao supermercado… Era como se fosse um filho mesmo”, contou.

Segundo Jailson Santos, Luzinete Lopes Diniz teve um derrame cerebral há alguns meses, mas se recuperou. Com problemas cardíacos, ela morreu depois de ter um infarto. O enterro dela aconteceu no Cemitério do distrito de Parafuso, na cidade de Camaçari. Horas depois, Jailson Santos escreveu um texto nas redes sociais contando como foi presenciar a despedida de ‘Toy’ e Luzinete.

“O dia hoje amanheceu triste com o falecimento de dona Luzinete, Testemunha de Jeová, como era conhecida, pessoa muito querida. E o que mais estou impressionado é com o desespero desse cachorro da família, parecendo que estava entendendo que a dona estava falecida, chorando como se fosse uma pessoa quando perde um ente querido, não queria deixar ninguém chegar próximo ao caixão”, registrou o amigo da família nas redes sociais. As informações são do portal G1.

Etiquetas

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios