CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolíciaTop
Trending

#Brasil: Estudante de medicina mata os pais e cena do crime choca policiais; “Coisa de filme”

"Assustou muito a gente. Um colega chegou a fazer oração". Pai do jovem era médico e pastor evangélico. Foram encontrados desenhos de cruzes invertidas por toda a cena do crime e versículos bíblicos pintados de vermelho.

O estudante de medicina Guilherme Heringer Cesar, de 22 anos, matou os próprios pais em Vila Velha, na Grande Vitória. Os crimes aconteceram na madrugada da última quarta-feira (4). As vítimas foram o médico urologista Paulo Oliveira Cesar, de 68 anos, e sua mulher, Raquel Heringer Cesar, de 61.

Após atentar contra a vida dos pais, Guilherme teria ligado para um parente. A esse familiar, o estudante afirmou que havia feito uma “bobagem”. O universitário cometeu suicídio em seguida.

Os policiais fizeram perícia no apartamento, por mais de 2h. No local, encontraram uma série de mensagens escritas em folhas da Bíblia e nas paredes. O médico Paulo Oliveira Cesar também era pastor evangélico.

Dentro do imóvel, em uma página do livro Apocalipse, estava escrita a mensagem “ele me obrigou”. Em uma parede e nas portas de dois cômodos foram grafados os números 666.

Uma outra imagem mostra o desenho de um crucifixo, um pentagrama e os versículos do Apocalipse que dizem: “Festejai ó céus, o diabo desceu até vós, pouco tempo lhes resta”.

Segundo levantamento da perícia, os pais dormiam em quartos separados e o filho atacou primeiro a mãe, com um golpe de faca no pescoço. Em seguida, o pai teria escutado o movimento e corrido para o banheiro, mas foi alcançado pelo jovem. Ele tentou lutar, mas acabou morrendo esfaqueado.

Imagens da cena do crime:

Policiais assustados
O caso chamou a atenção dos policiais que atenderam a ocorrência. “Um cenário completamente macabro. Parecia aquelas coisas de filme de terror. De exorcismo ou invocação demoníaca. Assustou muito a gente. Um colega chegou a fazer uma oração antes de entrar. A gente nunca espera encontrar essas coisas em uma ocorrência,” contou um PM.

Os vizinhos afirmaram que nunca presenciaram nenhum tipo conflito entre os familiares. Guilherme e os pais frequentavam uma igreja evangélica na mesma cidade onde moravam. A redação é do site Pragmatismo Político.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios