CidadesCuriosidadesEsportesMenu Principal
Trending

#Bahia: Área de vegetação é atingida por incêndio no sul do estado; fogo chegou perto de reserva indígena

Caso ocorreu em Porto Seguro, na noite de terça-feira (5). Fogo chegou a se aproximar de mangue próximo à Reserva da Jaqueira, mas ninguém ficou ferido.

Caso ocorreu em Porto Seguro, na noite de terça-feira (5). Fogo chegou a se aproximar de mangue próximo à Reserva da Jaqueira, mas ninguém ficou ferido.

Uma área de vegetação em Porto Seguro, no sul da Bahia, foi atingida por um incêndio na noite de terça-feira (5). O local fica perto da Reserva da Jaqueira, comunidade indígena onde vivem membros da etnia pataxó.

O incêndio foi registrado através de imagens de câmeras de celular. Nos vídeos, é possível ver o momento em que o fogo consome a vegetação e se espalha pelo local.

Uma equipe do 6º Grupamento do Corpo de Bombeiros foi ao local e levou cerca de 2h para conseguir controlar e debelar as chamas. Indígenas da região também ajudaram no combate. O fogo se aproximou de um mangue, mas ninguém ficou ferido e não houve danos aos animais.

Não há informações sobre o que teria iniciado o fogo, nem a extensão da área destruída. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Porto Seguro e a Polícia Civil abriram um inquérito para descobrir se o incêndio foi acidental ou criminoso.

De acordo com o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), até esta quarta-feira, a Bahia tem 29 focos de calor em 13 cidades do estado.

A cidades que registraram focos de calor são: Teixeira de Freitas (4), Floresta Azul (3), Manoel Vitorino (3), Maracás (3), Santa Cruz Cabrália (3), Irajuba (2), Itacaré (2), Itapé (2), Jucuruçu (2), Pau Brasil (2), Potiraguá (2) e Itarantim (1).

De acordo com o Sistema Estadual de Informações Ambientais e Recursos Hídricos (Seia), os focos de calor são monitorados pelo Centro de Pesquisa do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) através da análise das imagens de diferentes satélites que rastreiam a superfície terrestre diariamente ou várias vezes por dia. Com informações do g1 Bahia.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios