Com intervenção de Suíca, professores indígenas encaminham problema de salários atrasados

Postado em set 12 2014 - 11:21am por Jornal da Chapada
suíca

Sindilimp encaminha demandas dos índios de Pau Brasil na Secretaria de Educação | FOTO: Divulgação |

Professores indígenas da rede estadual de ensino no município de Pau Brasil, no sul da Bahia, conseguiram encaminhar o problema de salários atrasados dos contratados e resolver a questão da merenda escolar, durante encontro na Secretária Estadual de Educação, nesta quinta-feira (11). De acordo com o candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa da Bahia, Luiz Carlos Suíca (PT), a empresa que fazia a distribuição da merenda escola será substituída por outra e também saiu a convocação dos novos professores concursados no Diário Oficial do Estado desta quinta, além de tratar de outras questões técnicas referentes a matrículas e avaliação de docentes. “Os povos indígenas e rurais carecem de interlocutores para encaminhar questões simples como essas que tratamos com o diretor geral, professor Wilton Teixeira”, completa Suíca.

Sobre as questões de Pau Brasil, o vereador Gerson Pataxó destacou o apoio de Suíca e do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza do Estado (Sindilimp-BA) para resolver as demandas da Escola Estadual indígena, “que estava com merenda escolar deficiente e com professores não nomeados”. Os índios não foram atendidos pela Diretoria Regional de Educação (Direc 7) e, por isso, procuraram outro meio de chegar ao estado. “A diferença do governo atual para os passados é que mesmo com os problemas nós somos atendidos e temos espaços para indígenas nas secretarias”, declara o vereador Gerson. Ainda em Salvador, o grupo de educadores indígenas, junto com o edil, visitou também a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), onde tratou de assuntos referentes à pasta com a titular Vera Lúcia Barbosa.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.