Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Chapada: Policia Civil apreende 1,6 tonelada de maconha e 20 quilos de cocaína em Jacobina

apresentar
Denarc apresenta os traficantes Josielson Ramos de Souza, Emilio Bispo dos Santos e Manoel José Neto | FOTO: Divulgação/SSP-BA |

A maior apreensão de maconha deste ano pela Polícia Civil na Bahia – mais de 1,6 tonelada – foi feita na sexta-feira (5), no município de Jacobina, no centro norte do estado, onde equipes dos departamentos de Narcóticos (Denarc), de Polícia do Interior (Depin) e de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) também erradicaram 40 mil pés da planta e apreenderam 20 quilos de cocaína e duas armas. Realizada com o apoio da Superintendência de Inteligência (SI/SSP), a ‘Operação Lavoura’ resultou ainda nas prisões dos traficantes Joseilson Ramos de Souza, 28 anos, Emílio Bispo dos Santos, 53, e Manuel José Neto, 28.

Os três traficantes e toda a droga apreendida em duas propriedades, no distrito de Laje do Batata e na localidade de Paraíso, foram apresentados à imprensa na tarde desta quarta-feira (10), no auditório do DHPP, na Pituba. Depois de periciadas no Departamento de Polícia Técnica (DPT), a maconha e a cocaína serão incineradas, com autorização da Justiça. Autuados em flagrante por tráfico, associação para o tráfico, financiamento do tráfico e porte ilegal de arma, os traficantes foram levados para o sistema prisional.

“Operação Lavoura”
Quarenta policiais civis participaram da ‘Operação Lavoura’, em Jacobina, realizada após seis meses de investigação. Segundo o delegado Jackson Carvalho, do Denarc, Joseílson, o líder da quadrilha, foi preso no centro do município e os dois comparsas na roça, em Paraíso, onde estavam os 20 quilos de cocaína e duas pistolas de calibres 635 e 940. A 1,6 tonelada de maconha, já ensacada para venda, e a plantação erradicada foram localizadas na roça em Laje do Batata.

Um caminhão cedido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi utilizado no transporte da droga de Jacobina para Salvador. Além do delegado Jackson Carvalho, participaram da coletiva, no DHPP, o coordenador regional de Polícia do Interior (16ª Coorpin), delegado Fábio Silva, o delegado Fábio Lordello, do DHPP, e o titular da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) de Feira de Santana, delegado Matheus Souza, que lavrou o flagrante.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios